marido sem grana,esposa com gozo

Um conto erótico de goiana
Categoria: Heterossexual
Data: 09/02/2006 12:21:43
Nota 9.00
Assuntos: Heterossexual

Sou uma mulher com 39 anos,advogada, com um corpo bonito, estilo mulher brasileira,cintura fina, seios pequenos ,quadril largo 104cm, 1,68cm de altura,casada com um marido que sempre supriu financeiramente todas as necessidades de nossa casa, dois filhos e uma boa vida até o ano de 2003, quando por uma série de fatores, os negócios de meu marido deram uma guinada de 180 graus e começamos a passar varias dificuldades financeiras. Depois de muita briga ele aceitou que eu voltasse a exercer minha profissão, no começo de 2004,depois de muita luta consegui a conta de uma das maiores empresas de nossa cidade, o que garantia as despesas de nossa casa com relativo conforto, porem no final de 2005, inexplicavelmente, fui chamada pela diretoria da empresa e dispensada da assessoria, o que me deixou arrassada, meu marido tentou me acalmar, dizendo que seus negócios já estavam melhorando, e que em breve estaria tudo normalizado, mas eu não me conformava, foi aí que ele sugeriu que passasse o fim de semana no sítio de um amigo, estaria só e poderia me recompor. Após uns momentos de dúvida, acabei concordando e na quinta-feira de manhã estava indo, o sítio é bem próximo da cidade e qualquer coisa voltaria antes, chegando lá vi que realmente era lindo o local, com piscina, campo de futebol, um lindo lago, um pomar maravilhosso e muitas flores, o que adoro. Quem cuidava do sítio era o senhor Manoel e Dona Margarida um casal da raça Negra, com aproximadamente 50 anos, pelos quais senti uma empatia instantanea, e passei a ter longas conversa, principalmente com dona Margarida. Depois de uma adoravel noite de sono, despertei as 5:00hs, e fui ao curral ver tirar o leite das poucas vacas, depois tomei o café na casa de D. Margarida e fiquei conversando com ela, quando deu 8:00hs, coloquei meu biquini e fui para a piscina, logo Sr.Manoel veio me trazer uma cerveja e tira gosto, e me pegou sem a parte de cima do biquini, mas de costa,deitada na espreguiçadeira, aí como não tinha alternativa pedi a ele que amarrasse meu biquini, ao começar a amarrar as cordinhas, tocava em minhas costas, o que me fez ter um arrepio muito forte, ele notou na hora minha pele eriçada, parecendo uma lixa, e dei um profundo suspiro, ele que era um homem rude de pouquíssimas palavras, balbuciou bem próximo ao meu ouvido," eu sei o remédio para seu problema," e se afastou. Aquilo me deixou zonza, não conseguia entender o que aconteceu comigo, mulher séria, religiosa, de criação austera, ter um arrepio daquele bem na presença de um estranho, mas passou e a tarde fui dar uma pescada no lago, seu Manoel arrumou tudo e lá fui eu, depois de alguns instantes pescando comigo, ele se afastou e foi para detrás de uma moita de bananeira, pelo som percebi que estava urinando, nisso eu mudo de possição, e de onde fico dá para visualizaar o sr Manoel urinando, que surpressa, ele tinha tirado de dentro daquela calça larga um membro cavalar, negro que em repouso mostrava varias veias salientes, e um tamanho e grossura adormecido que com certeza era muito maior que o de meu marido em ereção completa, sem dizer na beleza, era uma vissão linda, aquele homem sem atrativos fisicos, baixo, de pele rude,cabelos raspados e roupas largas, era dotado de uma peça magnífica. A minha primeira reação depois de sair do transe, foi de me virar e retornar a possição anterior, ali fiquei até ele retornar, só sentindo minha vagina se inundar em meus líquidos e se inchar, quando me excito ela fica inchadinha, o que é a maior alegria do meu marido, isso antes de todos esses problemas que estamos passando, pois hoje em dia ele nem me procura por longas temporadas. Acabada a pescaria voltei para casa e passei a seguir seu Manoel com os olhos, ficava relembrando aquelas cenas, ele se curvando levemente para puxar aquela obra prima para fora das calças, o chacoalhar depois de urinar, era tão gigantesco, que imaginei ouvir o barulho dele balançar, e por algumas vezes ele me pegava com o olhar fixo em suas calças, o pior foi quando D. Margarida me pegou com os olhos grudados em seu marido, gelei quando me chamou e falou com um tom austero, " D. Rosane nós estamos precissando ter uma convera ", quasse morri de vergonha, e ela me esperando na porta de um dos quartos, mal entrei e ela foi logo dizendo : " olha eu sei muito bem o porque da senhora não tira o olho do meu marido, a senhora viu né ? ela silenciou por alguns segundos, como que esperando eu responder, mas não consegui falar nada, estava atônita, assustada, apavorada, aí ela continuou : " bem se não quer falar tudo bem, mas eu conheço essa história e sei aonde a senmhora vai parar, só vou deixar bem claro para a senhora, como faço com todas, nem tente tirar o Manoel de mim, pode usar, mas depois coloque no lugar bem limpinho." Se retirou do quarto e eu fiquei por um bom tempo sentada sem entender o que ocorria comigo. Ao entardecer o jantar estava pronto,após a refeição fui para meu quarto, muito triste, planejando acordar bem cedo no sábado e ir embora, depois de arrumar minha mala fui para o banho, me lavava e ao passar a bucha pela xoxota tive um forte arrepio, um raio percorreu minha espinha e veio alojar na gordinha que escorreu uma quantidade de líquido nunca visto, minhas pernas tremeram e minha visão escureceu, só aparecendo aquela visão do penis de Manoel em minha mente, assim fiquei massageando levente minha cona e lembrando do "magnifico", até ter um orgasmo arrebatador, que sugou toda minha energia, nen terminei o banho e fui para a cama. Após uma meia hora de repouso ouço algem bater a porta e falo para entrar, era Manoel, de short, camiseta e sandália de dedo, entrou e permaneci deitada só com a toalha sobre o corpo, ele se aproximou de mim muito mais que o necessário, ficou a pouco mais de um palmo e perguntou algo, que nem ouvi,não tirava os olhos de sua virilha, minha boca se encheu de agua, meu coração disparado, e minhas mãos geladas, quando tivi um impulso irresistível, de fêmea no cio, e coloquei as duas mãos em seu short de elástico e puxei com toda a força para baixo, " nossa " , saltou aquela peça maravilhosa, ainda em meia ereção, maior que a tarde, e muito mais grossa, como era possível ficar mais grossa ? Quando vi estava segurando aquele membro com as duas mãos e tentando chupar, mas não cabia em minha boca que é bem pequena e ele é da grossura de uma lata de cerveja,gigantesco, mas sugava como a uma laranja e seu Manoel começou a gemer e falar " aaaahhhh que delícia de boquinha, vai putinha safada, chupa meu cacete aaaahhhhh que delícia, chupa forte, assimmmmm, ummmmmmm, nossa que putinha mais sem vergonha, dando de santa mas chupa melhor que as outras," na verdade era tudo inspiração, pois não sou lá muito interessada em sexo, pelo menos não era, nem chupava meu marido todas as vezes, só quando ele pedia, alias nosso sexo se restringia ao abrir de pernas, meter bombar e gozar em 10 minutos no máximo, o famoso sexo reprodutivo, mas com aquele membro era diferente, só de chupar tive dois orgasamos violentíssimos, como nunca tinha tido, quando derepente, sou puxada pelo cabelo e colocada sentada na cama, " abra a boca sua putona, abra tudo vai, hummmm, vou gozar, hummm abra tudo , hummmmmmm , vai abre, " minha boca já doia de tanto abrir, parecia que ia rasgar, quando sinto o primeiro jato forte, quente que bate no céu da boca, e escorre para a garganta, depois vem mais um e mais um até quase encher minha boquinha de esperma, escorreu um pouco pelo canto da boca mas lambi e recuperei tudo, após alguns gritos muito forte, e muito alto, com certeza sua mulher escutou, Manoel acaba de gozar e se deita ao meu lado na cama. Acordei depois de umas duas horas, já deveria passar das dez e Manoel ainda dormia, fiquei olhando aquele corpo sem gordura nenhuma, de pequeno porte, mas com algo maravilhoso, lógico que não ressisti e comecei a passar só a ponta dos dedos sobre o cacete, foi como ligar uma chave, deu um salto na hora e seu dono acordou e me falou: " a putona ta querendo levar vara ?" aquele modo rude e ordinário de me tratar era muito gostoso, e ele sabia que eu gostava, comecei masturbar Manoel que logo chegou a ereção plena, fiquei admirando aquela peça, com muito cuidado pois não poderia faze-lo gozar, queria ser penetrada, mas fiquei muito tempo admirando, olhando e por fim chamei Manoel para me penetrar, abri suavemente as pernas, como boa madame, no que ele se aproximou, pegou minhas coxas com aquelas mãos grossas da lida diária e abriu ao máximo minhas pernas," a putona acha que aguenta meu cacete assim ? não guenta não , tem que ser égua boa para aguentar uma metido do Manelão rsrsrsr," nisso deu uma pincelada, com aquela cabeçona inchada, negra, dura, quase me levanta da cama de tanta grosseria, gemi forte, que vergonha, não conseguia me controlar,tentava catar os cacos de dignidade mas não existia mais, estava dominada por aquele homem rude, sem instrução mas sabia como me tratar, me pegar e me fazer gozar, eu já tinha perdido as contas quantas vezes tinha gozado, alias, eu estava em estado de gozo permanente, meu corpo "formigava "inteiro quando vem o Manoel e trás um pote de creme, " é para sua buceta, se não você não me aguenta minha podrinha(filhote de égua novinha), retruquei na hora, " vem seu Negro filho da puta, não precisso de creme porra nenhuma, mete esse cacete que eu aguento ", até eu assustei com o meu linguachar, mas era para me valorizar, pois ele me tratava como uma mulher fraca, uma incapaz. Ele deu uma olhadinha de canto de olho, jogou o creme no canto do quarto e possicionou aquela cabeçona bem na portinha, eu gelei, era muito cacete, pensei que ele ia me chupar, alias estava doida para levar uma chupada mas ele nada, aí acariciei seu braço que segurava minha perna para abri-la e pedi, "dá uma chupadinha ?" ele falou que não chupava, que era reprodutor, que femeas vinham de longe para ser inchertadas por ele, e que a mulher aceitava numa boa, desde que ele não colocasse a boca em nenhuma, e que para ele estava ótimo, virei a cabeça para o lado e comecei a pensar no que ele queria dizer com " reprodutor", quando sinto uma dor enorme, minha xoxota estava sendo rasgada literalmente, era uma dor aguda e muito forte, era Manoel que havia dado a primeira estocada, e se deitou ao meu lado, fiquei com as pernas em cima das dele, bem abertas, dei um grito alto, e ele colocou dois dedos grossos em minha boca, que a entupiram toda, "calma putona, dou sempre uma primeira estocada forte, para entrar a cabeça,agora fica quietinha para ser alargada, que vou te fazer gozar como uma égua," era muito grosso, mas por incrível que pareça tinha entrado toda a cabeçona, e eu sentia ela pulsar dentro de mim, depois de ulguns minutos, que pareceram uma eternidade, fui me acostumando com a grossura, fui também acalmando, soltando a musculatura e as pernas até repousaram sobre as dele, ai ele falou " já relaxou é , então está na hora de conhecer o paraíso, " e começou a se movimentar, bem devagarzinho, quase imperceptível, mas que me causava senssações indescritíveis, era gozo em cima de gozo, me molhava inteira, parecia que estava urinando, a cama estava toda molhada, e ele aumentava os movimentos circulares, não colocava mais, só procurava alargar mais ainda minha xoxota, que já estava tão alargada que chegava a brilhar nas bordas, mas ele buscou alargar o máximo, era muito gostozo, a dor passou e só ficou o contato daquele cabeção com meus labios vaginais carregados de sensores do tesão que nunca foram tão bem massageados, o cacete de manoel era enorme , mas macio, gentil, me arregaçava mas me fazia feliz, assim ficamos por uma meia hora, quando ele derepente dá uma segunda estocada, forte brutal, animalesca, urrei, gritei, cravei minhas unhas que estavam em seu peito, como uma gata ferida, nossa eu vi estrela de tanta dor, mas que depressa fui com a mão em seu cacete, tentei tirar aquele invasor que tanta dor me fazia sentir, mas que nada, tinha entrado a metade daquele monstro, e ele novamente ficou parado, imóvel por alguns instantes, e eu sentindo agora não só a cabeça, mas a metade do seu membro, que sem dúvida era muito mais que o do meu marido,pulsando dentro de mim, se com a cabeça eu sentia sensações maravilhosas, com a metade daquele pau que me preenchia inteira era muito melhor,e assim ele repetiu o mesmo prcedimento, primeiro pulsou, depois foi fazendo leves movimentos de tirar e recolocar, sempre limitado ao que já tinha entrado, assim fiquei por muais meia hora levando aquela vara maravilhosa e gozando sem parar, até que ele dá a última estoca , tambem fortíssima, um verdadeiro estrupo, nossa como coube tudo, para onde foi tudo aquilo dentro de mim, me agarrei a ele e chorei muito, convulsivamente, num mixto de dor e emoção, aos poucos a dor foi sumindo e ficando só a emoção, e eu continuava a chorar, deitada sem reação, bamba, com certeza não daria conta de me levantar e tentar correr daquele monstro, e nem queria,aí manoel começa a bombar levemente, com carinho, alisava meus cabelos, meu rosto, demonstrava carinho, quase paixão, e começou a aumentar os movimentos de cópula, era assustadoramente bom, ele já tirava a metade e recolocava, o barulho com certeza todos que estivessem na casa do agregado escutariam, eu tinha muito líquido, estava emsopada, e ele bombava agora com força e já tirava tudo , menos a cabeçona, eu me arregaçava toda, chorava e pedia pica, pedia para não parar, para me arregaçar, que era sua putona, e gritava como uma louca, e le se excitava mais com minhas atitudes, " vai Negão gostoso, pauzudo, vai me arregaça ....hummmmm,. nossa que pau, vaiiiiiii," que loucura, assim ficamos por muito tempo, até ele gozar fartamente em minha buceta arregaçada, nossa que foda, eu estava toda fudida mesmo, essa era a palavra certa, FUDIDA,descansamos um pouco,quando ele se levantou e foi embora sem dizer palavra, eu adormeci até o sol nascer, quando vejo dona Margarida entrar em meu quarto com uma panela com líquido fumegante, tomo um susto, temo que ela me agrida, no que ela da um gostoso sorrisso," não se assuste, vim te ajudar, se não você não levanta," e se pôs a fazer complessas em minha xoxota, passado o susto, agradeci e comecei a conversar com ela, pergunto se não tem ciumes do marido, ela diz que morre de ciumes, mas com o passar do tempo viu que não aguentaria ser a única mulher dele, já que ele quer sexo todos os dias, e com aquelas dimenssões nenhuma mulher aguentaria ser a única, ela passou até a gostar das mulheres que a "ajudavam" na lida com o garanhão, ainda perguntei o que ele quiz dizer quando falou que era REPRODUTOR, ela me explicou que ele era descendente de um escravo que era um grande Reprodutor por ter um cacete tambem enorme, os antigos acreditavam ser melhor reprodutor o homem com o maior cacete, e com o tamanho corporal privilegiado e a força.Assim após os "curativos", pegou minha mala colocou no carro e me desejou boa sorte, e me pediu para não comentar com nimguém sobre seu marido,principalmente com sua patroa, eu a tranquilizei e fui embora. Cheguei em casa antes do almoço e nem quis comer, fui para cama, meu marido chegou, me viu dormindo e me deixou quieta. A noite estava na cozinha preparando algo para as crianças quando ele chegou,me beijou,perguntou como foi o descanço e foi para o banho,assim que terminei fui para nosso quarto, entrei tranquei a porta e sentei na cama, cabisbaixa,chamei meu marido que saiu de toalha enrolada na cintura e se posicionou a minha frente e se pôs a me escutar, fui contando tudo que havia acontecido, quando estava nas partes mais picantes olho para ele e vejo uma suave ondulação na toalha, com certeza o corna estava tendo uma ereção" máxima," nem espera eu terminar e me ataca me jogando de costa na cama e tenta me penetrar, no que falo " nem pensar seu corno, estou fechada para balanço,só daqui 10 dias, foi dona Margarida que falou ", ele como todo bom corno se acomodou no seu novo posto, a cadeira em frente a cama. Beijos

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
26/05/2013 07:17:08
Queria um belo pau desse hoje, Goiana Sortuda. Faltou deixar o endereço do tal Manoel e da Margarida.
20/02/2011 06:04:00
Excelente, me deu muito tesao. Lamento pelos chatos que ainda ficam discutindo a veracidade dos contos... é óbvio que é tudo fantasia... e isso não me incomoda nem um pouco... realidade já basta as nossas vidas, um site desse tipo é pra fantasiar mesmo!
04/10/2010 11:06:52
Oi, será que é verdade? Brincadeira! rsrrsrsrsrsss Na verdade o que eu queria mesmo era comer vc!!! Já que seu marido é corno seria um prazer comer vc na frente dele! Meu msn:
02/09/2008 11:47:58
Adorei seu conto quierida me escreva adoraria comer vc tb deliciosa .
19/03/2008 17:57:42
oi linda m,ora em goiania gostaria de fazer vc gozar tbm sou moreno claro olhos castanhos tenho 20 anos bem intelectual e educado tudo no maior singilo m add
Paulo Ricardo
14/02/2006 11:47:53
Vai pro inferno, sua vaca,com essas mentiras todas...O pau da grossura de uma lata de cerveja???? VAI TOMAR NO SEU CÚ...MENTIRAS TEM LIMITES, CARALHO...
EDSON
12/02/2006 13:14:32
Porém o conto é bom...fosse ruim eu teria desistido...mais li inteirinho..com erros e tudo...mesmo sendo cumprido o texto...sinal q gostei...e que gostaram pois outros aki tbm perceberam os erros...seja verdade ou nao o conto é bom... add-me meninas...
EDSON
12/02/2006 13:12:39
ADVOGADA??? SÓ SE FOR DO KCT. NEM ESCREVER SABE. ADORA O S... VAMOS VER KEM ACHA MAIS ERROS? FOSSE ADVOGADA MESMA NAO ESCREVERIA TANTOS ERROS... PUTA SIM..ADV NAO... possição / pressisando / etc... VAI GOSTAR DE S ASSIM LA LONGE...
loiro 40
10/02/2006 10:55:46
esse tal reprodutor nao deve ter medo nenhum de vento, sim por que com um cacete desses e formar o tri pe e esta garantido, rsrsrs
Reginaldo Gadelha
09/02/2006 22:57:59
Caraca, se vc é advogada eu sou Marciano. Putz grilo, vai chupar um pau com gonorré
Bem Dotado
09/02/2006 19:11:17
Você é advogada? Que isso! Agora é fácil saber porque não ficou no emprego. Você, além de mentir para caralho, assassina a pobre língua Portuguesa... Cacete... vai escrever mal assim lá na casa do seu reprodutor. Você estava praticando zoofilia com um cavalo e não teve coragem de contar. Depois inventou essa história muito ruim... Primeira vez que vejo compressa na vagina... PQP... cada uma que aparece aqui...
Ricardo
09/02/2006 18:32:01
gostei do conto,sem rodeios direto ao ponto,mas cheio de nuances de alto erotismo...parabens
Leomatador
09/02/2006 17:37:59
nao sei nao viu ...
Paulo
09/02/2006 16:56:08
Por mais que eu goste de ler contos não dá para acreditar. A mulher do cara deixar e ainda ajudar e depois contar tudo ao marido? Conta outra, ou melhor, outro conto.
EL MATADOR
09/02/2006 15:55:25
Puta que pariu que mentira, vc não é de nada enrustido, desgraçado. Vou te pegar merda.
POWERGUIDO
09/02/2006 13:49:45
QUANTA MENTIRA,CASCATA DA PORRA FALA A VERDADE,NEM MULHER É QUEM ESCREVEU ISSO AÍ.ZERRROOO

Online porn video at mobile phone


contos de fio terra e straponhttp://tia gostosa vae com irma visita o subrinho doente as 2 fode com elecasada se mostrano em casa pra corno e amigos juntos desfilando de fiorelatoeroticoloirameninos irmaos gay gostosos sarados pelados batendo punheta na cam e na escolaminha esposa me trocou pelo travesti contoconto tatuei minha bucetinha molhadinha xvideoo a foça umilhandoPênis atravesso a bucetamulher no cio prática zoofilia com cachorrada da rua contos zoofiliafoto de novinba de bucsta arreanha amostrando o cabaçopornopirno mai efilhoBizerinhos manmando na vacavingadota gozandoorgasmo chupando seios contosjaponeza gostosozanaVamp19-O Doce Das Suas Veias-24 . CASA DOS CONTOSsinto latejacoes embaixo do sacoConto erotico gay mão bobaVidio porno gosando ensima da bunda delacontos eroticos dentro casada dando dentro do transporte publicofiui porno gozada dentro sequiso roti so buceta grandewww.xvideos.com menor na hidromassagem delicada sozinha na banheiraMenina querendii dar a buceta xvideoscontos eróticos incesto brincaderinha com mamãe parte 4emtiadas xvdXVídeos pornô mulher pulando em cima de um palco com segundo imediatamente ela desmaiacontoerotico eu namorada mae e tioporno escrava senhorpeguei a minha sogra com u shortinho enterrado na bunda i comi u seu cu video pornominha mulher domestica comida pelo cacetudoxisvedeo estruado cono exvidio porno mulheres que adoram pau grandecunhada bucetuda e deboxadagay fazeno sexo com cachorro e fica engatadocontos eróticos gay o tratador de cavalotia muito gostosa foi vê o sobrinho tomar banho e não aguento e fez sexo com ele que tem o pau renomeContos eroticos minha esposa do rabaoosminina. bricandu con celula. caio na neti de calcinhapornodequatochegando da balada bêbada e fazemos insetocomendo a buçetona da minha irma enquanto a mae passaXvideo porno estrupo dormino abusada boanoitesinderelavideos dedadas de negao troncudo ativo em cu de ninfeto gostosoporno cunhanda provoca cunhando d xorti ate emtra na rolacontos eiroticos leilapornos cara chegaram passando a mao na gostosa depois fuderam ela porno a.focae essa tua carinha síndico na me olhandoPênis atravesso a bucetacontos eroticos rapidinha com sobrinhoPorno cachorros no cio engatadoporno gay mundobicha feliz aniversário meu amorminha esposa queria rola grande eu arumei ela quiz fugi eu segurei e mandei soca todoXvidio mulher asusta o maridoler contos eroticos de padres reaiscontos eróticos com fotos esposas estupradas submissasxv minha tia tem abusetas graandeconto gay alvinho e o velho amigo da famíliaxvideos disfarssando bundafoi ajudar a irma estudar e pediu o cu como pagamentox videos cu exfoladocasa dos contos eroticos com sobrinhos chupador de bucetamulheres sipr dotada xvideoporno forçado tiofudendo a forçaincesto mãe devassa da xana famintairmãzinha viu papai comendo titia e quis tambémemprego decente conto eroticouma jovem de dizoite anos pode perde o cabaço da buceta so colocando a cabecinho de um penis por duas tentativa contogostosa chifrando corno com seguranças na festa contos eroticosa gordinha do c**** grande de camisola de Calcinha Preta mostrando os peitos multiplique tudoMaguinha du cabelo rroxo xvideosfilha gulosa senta o cu na rola do pai de 40cm desce devagardois negao cacetudo arroba a porta e amarra o cara e trepa na mulher dele na frenteSomente contos reais de marido chorando e ecitado que chega em casa e pega esposa trepandosexo tio seu pau e muito grande nao vai caber na minha bucetinha nao19 anos contos gayscontos eroticos comi a diarista gordinhacontos eroticos madura gosto de foder com caralhudosxisvido tia nocolo sobriuLevantei a noite e fraguei meu pai e mae no sexo gostei xnxxsexo gostoso carinho nabucetinhaviagemConto erotiico meu cahoro mi estrupou quando era novinhafodido pelo mendigo roludo contos gayMulhe cazada nau reziste tramza com u mecanicoloironac xvideolevando gozadas de fio dental amarelo zoofiliabundas grandes. apavoradas torturacontos eroticos~nao meXa nas calcinhas da mamae 5Priscila soca vibrado na buceta