O TIO E AS SOBRINHAS PUTINHAS

Um conto erótico de valeriobh
Categoria: Heterossexual
Data: 10/06/2011 16:56:41
Nota 9.50
Assuntos: Heterossexual

Por ser executivo de compras de uma grande empresa varejista, sempre ganhava amostras de produtos que poderíamos comercializar. E por isso presenteei minha sobrinha Ana com a primeira versão do Iped. A menina ficou tão encantada que mesmo no auge dos seus 17 anos parecia uma criança, e logo foi mostrar a novidade para a prima Erica, um ano mais nova. Erica não era minha sobrinha, mas sobrinha da minha ex-mulher. Encontrei Erica numa confraternização familiar, e até me surpreendi quando ela se dirigiu até onde eu estava e começou a puxar assunto. Até então quase não tínhamos intimidade, e ficou pior depois que me saparei da tia dela. Como estavamos num churrasco ao redor da piscina, falou que eu era o quarentão mais em forma da família, e que logo iria arrumar uma substituta pra sua tia, porque me achava bonito e charmoso. Fiquei até meio desconcertado, e aproveitando aquele momento, disse que eu a considerava a garota mais atraente da família. Erica riu e perguntou se atraente significava bonita e gostosa, e eu, pra não deixar a peteca cair, disse que sim. Erica se levantou, rodopiou esvoaçando seus longos cabelos loiros, empinou a bunda e com olhar provocante disse que eu havia dito aquilo só pra agradá-la, já que sabia da minha preferência pelas morenas, como pela prima Ana. Falei que ambas eram belas meninas, mas ela insistiu dizendo se eu não achasse Erica mais gostosa não teria lhe dado o Iped. Falei que não havia dado-lhe o presente pelo fato de achar ela mais bonita e gostosa, mas por seu minha sobrinha e gostar muito dela. Erica se aproximou ainda mais e quase sussurrando no meu ouvido disse que ela também gostaria de receber do titio o mesmo carinho que a prima recebia. Fiquei ressabiado com aquela colocação. Será que Ana havia contado que ela transava comigo? (sim, transava com Ana desde seus 16 anos, mas isso é outra estória). Visando tirar essa dúvida a limpo, perguntei, quase sussurrando, se ela também saberia retribuir o carinho do tio. Ela olhou para os lados, e após se certificar que ninguém estava prestando atenção, colocou uma das mãos sob a minha coxa, quase na altura da pica, dando uma leva apertada, dizendo que sim, que faria tudo o que o titio pedisse. Lógico que meu pau rapidamente endureceu sob a sunga, e quando a menina percebeu, deu uma risada e apertou o pau, dizendo que também queria ganhar um Iped de presente. Fomos interrompidos pela inoportuna aproximação do pai dela, meu ex-cocunhado. A menina mudou rapidamente de assunto e passou a falar sobre minha profissão, e que tinha objetivo de fazer vestibular para engenharia. Fiquei abismado com a esperteza daquela menina de apenas 16 anos. Depois de um tempo a vi conversando animadamente com a prima Ana dentro da piscina, e quando as duas olharam pra minha direção e começaram a rir, constatei que estavam falando de mim. Mergulhei e nadei até onde elas se encontravam e cinicamente perguntei qual era o assunto engraçado, tendo Ana perguntado se era verdade se Erica havia segurado na minha pica. Olhei pra Erica, e essa, com a cara mais sonsa, disse que não tinha segredos com a prima, ocasião em que perguntei pra Ana se ela também não guardava segredo pra Erica. Ana disse que não, e que Erica sabia que nós transávamos de vez em quando, e foi ela própria quem encorajou a prima e deixar a vergonha de lado e me pedir um Iped de presente. Erica interrompeu a prima e disse que eu poderia ficar tranqüilo que tudo o que acontecesse ficaria somente entre os três. Olhando fixamente nos olhos dela, perguntei o que ela queria dizer com “tudo”, tendo Erica dito que faria tudo o que a Ana fazia comigo e um pouco mais, já que Ana havia dito que não dava a bunda e ela gostava de dar o cuzinho. Quase gozei ao ouvir aquilo de uma ninfeta com apenas 16 anos. Como morava sozinho, perguntei se elas não gostariam de assistir uns dvd’s no início da noite, e combinado, as deixei e fui pra casa. Minha vontade era socar a mais prazerosa punheta da vida, já que iria comer duas ninfetas ao mesmo tempo, mas decidi guardar todo o leite para as putinhas. Coloquei um edredom no chão da sala de tv, preparei uns drinks (docinho e forte), umas comidinhas, separei uns dvd’s pornográficos, onde um homem transava com duas mulheres e quase na hora do encontro, engoli um viagra para melhorar a performance, e logicamente posicionei estrategicamente uma filmadora para gravar a transa e sempre recordar aquele sublime encontro. Chegaram no horário marcado. Ambas usavam vestidos floridos e curtos. As recebi somente de roupão, e já fui dando beijos nas bocas das sobrinhas. Servir-lhes os drinks e passamos a conversar futilidades para que o gelo fosse quebrado. Já no terceiro copo mudei o assunto pro sexo, e perguntei se Erica também tinha namorado, já que Ana tinha um namorado de anos. Ela disse que sim, mas ele era grudento e ciumento, ao contrário do namorado de Ana que era mais liberal. Brinquei perguntando o que ele faria se soubesse que a namorada havia estado no apartamento de um homem solteiro, tendo Ana complementado, que era pra dar a buceta e o cu pra um quarentão tarado. Erica riu e disse que ele nem poderia suspeitar disso. Nesse meio tempo o pau endureceu e a cabeça já saia do roupão, tendo Ana apontado e mostrado pra prima. Fiquei de pé e tirei o roupão, ficando completamente nu. Ana se abaixou, pegou o pau nas mãos e passou a chupá-lo. Ela olhou pra prima e a convidou para dividirem a pica, e logo estavam as duas ninfetas juntas e ajoelhadas diante de mim, chupando e dividindo meu pau. Depois que quase 10 minutos de chupação (o viagra retarda e ejaculação), me lembrei da filmadora, e dizendo que iria colocar um dvd para melhorar o clima, liguei a cam e passei a gravar. Me sentei no sofá e mandei uma tirar a roupa da outra, tendo Ana tirado o vestido da prima por cima, e esta puxado o vestido da outra pra baixo, ficando ambas de calcinhas fio dental. Logo elas se abaixaram e voltaram a chupar meu pau, tendo Erica perguntado se também poderia chupar meu cu. Tomou meu silêncio como sim, e foi postando a língua por baixo do saco. Instintivamente levantei as pernas e abri as coxas, tendo ela feito o melhor cunete que havia recebido, com direito a leves dedadas no rabo. Não agüentei e gozei na boca da Ana, que engoliu todo o leite. Quando Ana se levantou e foi ao banheiro lavar a boca, puxei Érica pelo cabelo e a conduzi para minha pica ainda semi-dura. Erica voltou a chupar e solver o resto de gala que saia. Com o pau novamente duro, deitei as duas no edredom e tirei lentamente as calcinhas de ambas, me deparando com duas lindas bucetas, delicadas e semidepiladas. Cai literalmente de boca, chupando ora uma ora outra até ficar com o maxilar dolorido. As coloquei de quatro, e após abrir as popas das nádegas, enfiava o máximo de língua que podia em ambos os cus. Apontei meu pau pra buceta da loirinha e segurando firmemente sua cintura afundei tudo numa só estocada e fiquei martelando até chegar o pré-gozo. Tirei o pau e mandei ela chupar para experimentar o sabor da própria buceta. Depois repeti o ato e atolei a pica na buceta da morena, e fiquei alternando a pica nas bucetas por um bom tempo, levando-as a vários orgasmos. Na tv rolava uma cena onde tinha uma mulher sobre a outra, como num 69, e o cara metendo a buceta da que estava por cima, enquanto a que estava em baixo chupava o saco e a xana da parceira. Erica, que descobrir ser a mais safada, se deitou e pediu que Ana ficasse por cima e eu metesse a pica como no filme. Nunca tinha realizado essa sublime fantasia. Meter numa buceta e ter o saco chupado ao mesmo tempo é indescritível, só que apimentei um pouco mais e após tirar toda a pica da xota, enfiava na boca da outra para que ela experimentasse o sabor da buceta. Ao retornar a pica pra dentro da buceta da Ana, Erica deixou de chupar meu pau e passou a chupar a buceta da prima, e esta entrando no clima, também passou a chupar a buceta que estava a poucos centímetros de seu rosto. No auge da excitação, cuspi no cu da Ana e passei a enfiar dedos, e quando já entravam 2 sem ela reclamar de dor, apontei a cabeça do cacete para o orifício semidilatado e comecei a empurrar. Ana se virou e disse que não, que iria doer e que não queria dar o rabo. Erica segurou firmemente a cintura da prima, mandou ela parar de frescura porque toda puta tem que aprender a dar o cu e me mandou arregaçar o rabo da prima. Erica ajudou ainda mais, chupando com intensidade a buceta da prima. Após uma inicial resistência, a cabeça rompeu o obstáculo e foi mansamente penetrando nas entranhas da moreninha. Só parei de meter quando meu saco encostou na coxa dela. Após uma breve pausa, e notando que Ana não reclamava de dor, passei a meter cadenciado, e conforme percebia que sua dor estava se transformando em prazer, passei a socar com mais vigor, e em menos de 5 minutos despejei vários jatos de porra em seu intestino. Deixei o pau murchar dentro do cu, enquanto as duas se chupavam intensamente. Tirei o pau e fui me lavar, e quando retornei encontrei Erica agachada atrás da amiga, solvendo com a língua a porra que fluía do cu da prima. Sentei e fiquei apreciando aquelas duas ninfetas se chupando e beijando. Notando meu pau novamente duro, Erica se aproximou, se posicionou e encaixou o cu na cabeça do meu pau, e lentamente foi descendo o corpo fazendo que o falo fosse engolido pelo seu reto. Com a pica inteira no rabo, Erica passou a literalmente pular e rebolar e em minutos estava gozando pela terceira vez numa mesma transa, fato que não ocorria desde a minha juventude. Exausto, fui preparar outro drink, ocasião em que Erica se posicionou de quatro no sofá e mandou a prima recolher com a língua a porra que descia pelo seu cu. Essa foi a primeira de inúmeras transas que tive com as duas sobrinhas putinhas. ([email protected])


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive valeriobh a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
10/06/2011 21:49:57
ótimo conto,mas a final, A putinha loirinha Erica ganhou ou nao seu Iped? ahaha

Online porn video at mobile phone


pornô conponba clandewww.xvideos emprevisto pra fodercontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anosdando a boceta pro namoradoprimeira vez novoporno.bunda.na.cara.xeroza.perfumadaporno pai e filhinha no maio sarofotos bucetad testa de touroperdi a virgindade com pau enormemundobicha violentada amigo na telaporno babentawww xvideos sabreeu comcorno e engulidor de rola contoencoxou a mae na camagay chupando no rancho de pescariacontoeroticobucetaoO Irmão Ogro contos incesto completoso contos de ecestos e estruposSodomizando mae e filha contosmamaezinha como vc é taradaconto erotico gay macho dominador gosta de maltratar viadotia acorda sobrinho e recebi gozo na bocaconto erotico huntergirls71video porno estupraram minha namorada e ela gostouxvideosdificil pra bc lukaestupro esposa contos eroticosxvideos com gringa gie nao paga alugueuxvideos travestis passando batom e de tamancofrede e barnei pega vilmamulher com grelo grande encara um big pau vejapatricia de faculdade gostosa gemendo muitoce1/13 a grande viagemfoda-se que ele é meu irmão 4xvidiop quem cavalgo melho mae o filhacoroa do cugradaassistir vídeo pornô anal de sogra com genro gravado em Ribeirão preto d*********conto gay ele se revoltou e tomou todasXvideos gay enfiando abobrinha cabeçuda no cumulherer pediu mais piroca mais nao rinha mais e endiou a mao ate o corovelo pornoPorno gratis xvideos esporou nas nadegas da esposa dormindoperfume de cueca empinando a bunda para trás homem de cuecaXVídeos Visitei Dermacydvidios de cachorro pauzudo emgatado nas novinhas ate o taloContos pedi pro meu marido me levar num puteiroxexoc calcinhas brancas mulheres bucetudasxvideo com cabelo da depilação gradinho gozadacontos de sexo depilada na praiaConto incesto garota de 09 aninhos popozudaHomens roludos fodendo a filha do amigo Astrogildoirmão bem dotado tirando o c***** da sua Irmã Dulceestupro esposa contos eroticoscontos eroticos vai empurrandovide pono pai fendo afila tomando bainomulher cachorro cavalo buceta borbulhandocontos picantes: cutucando o cuzinho da enteadinhacontos eroticos madando foto pelada pro irmaocontos eiroticos leilapornpornobrasil.meus.amigos.gozano.na.boca.de.uma.diarista.casadaesposa gostosa de chorte cortinho seesfregando em outro machosviolentada na escola contocontos gays de incestos.com- pai machão dominad come filhomenino passivinho gaynovinha sentou na pica e ficou paradinha por 5minutospornô de Salvador Fernanda raspando a b***** pela primeira vezconto erótico com carreteiro wwwxvideos.mulhe.com.amate.mote.geitano.na.rolamulher nao consegue dezengatar do no do cachorro sexobaixar as brasileira dois munto xnvdeocoletania de pinto torto pra baixo gozandoapaixonado por dois brutamontes da faculdade 12policiau sarado de sunga esitado nuvídeo vídeo da Mônica e balançando a bundinha com toalhacontos eiroticos leilapornvideo. pono mulheres guichado porra de tezaoCazada cao tezao pornegao eabaixar video menininho adolecente toma banho lava picacomedo novınha a forcacontos eroticos A Dama e o Bruto homem bundudo sapatarianovinaha dormino de vestidinho