COMENDO A NOVINHA E GOSTOSA BÊBADA

Um conto erótico de CoroaTarado
Categoria: Heterossexual
Data: 11/08/2011 04:11:55
Nota 8.90

Olá galera, o que vou contar para vocês foi uma das situações mais complicadas e gostosas que já vivi

Sou Fernando, um cara bem encaminhado na vida, na época que isso aconteceu eu tinha 37 anos, sou moreno, 1,91m de altura peso 95 kg. Sou militar então muito em função da profissão mantenho meu corpo sarado, o que serve como um atrativo a mais para as mulheres.

Nesse dia era aniversario do meu melhor amigo, Bento. Nos conhecemos desde criança e até hoje somos bons amigos, desses de sair para ver futebol e tomar umas cervejas. Acontece que Bento tem uma irmã caçula, vou chama-la de Luana. Eu me lembrava dela na nossa época de infância, ela era aquela menina chata que ficava azucrinando nossas brincadeiras. Como já havia um tempo que eu morava fora de nossa cidade eu já não tinha contato com ela há muitos anos. Já tinha chegado aos meus ouvidos que ela tinha se transformado numa mulher muito bonita, que morava sozinha, trabalhava, ou seja, que ela estava dando certo na vida.

Nesse dia cheguei à casa do meu amigo, fui um dos primeiros, cumprimentei os conhecidos que lá estavam, foi quando o Bento me falou todo alegre:

- Cara você não acredita quem está aqui em casa, doida para te rever!

-Não faço ideia.

-Luana, o Luana chega aqui, olha quem veio, você pode aproveitar para cobrar aquele CD seu que ele arranhou.

Quando Bento terminou de grita-la, fiquei chocado com o que eu estava vendo. Aquela menina chata, gordinha que a gente tinha que tomar cuidado tinha se transformado numa deusa.

A mulher estava gostosa demais, 1,67 m de altura um corpo escultural, seios fartos e duros que ela exibia orgulhosa bem guardados num biquíni bem justinho, um bumbum redondinho e apetitoso coberto por um shortinho jeans apertadinho, pernas roliças, coxas grossas bem torneadas, cabelos compridos bem cuidados, uma boca deliciosamente provocante, fiquei pasmo.

- Oi Nando, vai ficar ai parado? Não vai dar um abraço na sua irmãzinha não?

-Claro que vou. Poxa quanto tempo hein? Menina você está muito mudada, cresceu, ficou uma moça bem bonita.

Confesso que tremi quando ela me abraçou, aquele mulherão me apertando forte contra seu corpo, pude sentir a maciez da sua pele e o cheiro gostoso do corpo dela. Senti meu pau tremer dentro das calças.

Ela me puxou pela mão e foi me levando para dentro da casa, falando sem parar, me contando da sua vida, que estava fazendo faculdade, morando sozinha, mas eu só conseguia prestar atenção naquele corpo. Fomos para um dos quartos da casa e ela foi logo me perguntando se eu estava preparado para nadar ou se queria que ela arrumasse uma sunga para mim. Eu disse que já estava de sunga, que gostaria de uma toalha, pois o calor estava demais. Ela pegou a toalha para mim e pegou também o filtro solar.

- Nando, passa protetor nas minhas costas, por favor?

Putz! Aquela menina era boa demais, mesmo sem querer ela estava me deixando maluco. Nessa hora eu já estava só de shorts e ela não percebia como estava mexendo comigo porque a sunga ajudava a segurar meu pau que já estava latejando.

Fomos para perto da piscina, ela resolveu deitar na espreguiçadeira e tomar um sol, eu pulei logo na água para dar uma acalmada nos meus ânimos. Nadei bastante queria me cansar para poder parar de pensar naquela potranca. Eu tinha que me controlar afinal ela era a irmã caçula do meu melhor amigo, me via como um irmão mais velho, sem contar que ela era bem mais jovem estava com seus 20 anos e eu já era quase um quarentão. Mergulhei e quando voltei à tona olhei para a beira da piscina e ela estava lá, só de biquíni, sentada com os pés para dentro da água, balançando as pernas como uma criança feliz. Me chamou com um sorriso e me ofereceu uma cerveja, prontamente atendi.

O dia foi passando, conversamos mais um pouco, mas ela acabou se afastando, mas eu percebia que sempre que podia ela trocava olhares comigo, eu tentava controlar meus instintos, meu corpo dizia que ela estava me dando mole, minha cabeça pensava que aquilo era quase um pecado, eu não podia ter nada com aquela moça, tinha que vê-la como uma irmã. A noite foi chegando e o numero de convidados diminuiu consideravelmente, nessas alturas Luana já estava bem alegrinha, seu estado alcóolico já estava bastante avançado. Eu já estava bastante perturbado, resolvi tomar a saideira e ir embora, quando cheguei na cozinha, Luana estava lá em frente ao freezer.

- Oi Nando, você também quer tomar mais uma? Vou pegar a mais geladinha para gente.

O freezer já estava quase vazio, então ela se debruçou para pegar as latinhas do fundo do freezer, Meu Deus, pude ver aquele bumbum numa perspectiva que meu pau subiu na hora. Me encaixei bem atrás dela, quando ela levantou pude sentir aquele bumbum bem perto do meu mastro. Ela já estava bêbada e carinhosamente me pediu uma carona, prontamente aceitei.

Ela pegou sua bolsa e fomos para o meu carro, ela me passou o endereço e nos dirigimos para sua casa. No meio do caminho minhas suspeitas foram se confirmando, entre as amenidades que conversávamos o papo acabou tomando o rumo da sacanagem, e ela acabou me contando que não estava namorando, que tinha terminado o relacionamento porque o cara não era bom de cama, fazia o estilo apressadinho. O clima foi esquentando, chegamos a portaria do prédio dela, ela fez sinal e o porteiro abriu o portão da garagem, entrei com meu carro, estacionei. No momento que o carro parou para minha surpresa Luana pulou em cima de mim, me deu um beijo profundo se agarrou ao meu pescoço, na hora fiquei sem reação, só conseguia retribuir aquela língua quente que insistia em chupar a minha.

- Nando, desde pequena que era louca por você, quando te vi hoje tudo voltou. Agora quero ter você.

Ela me disse isso sorrindo e não mais que de repente essa gostosa desmaiou no meu colo de tão bêbada. Na hora tive vontade de acorda-la na base do tapa, tamanha era minha raiva. Mas minha responsabilidade falou mais alto, carreguei a vadia gostosa desmaiada e levei-a ao seu apartamento. Chegando lá coloquei-a deitada no sofá, e fiquei observando, como realmente aquela menina tinha se transformado num mulherão que há poucos segundos havia se declarado para mim. Um misto de compaixão e tesão tomou conta de mim. Ajoelhei-me na frente dela e dei-lhe um beijo suave na boca, mesmo desmaiada ela retribuiu. Não pude mais me controlar fui deslizando a mão sobre seu corpo quente, sentia a maciez de sua pele, o cheiro da bebida misturada ao cheiro do seu corpo me enlouquecia cada vez mais. Levantei sua blusa e vi seus belos seios, fartos, firmes, morenos, com aureolas grandes e rosadas. Segurei-os entre minhas mãos e os beijei, chupei com sofreguidão pude ver e sentir os biquinhos enrijecerem com meus carinhos. Ela gemia baixinho, o corpo respondia aos meus carinhos, mas ela não tinha força para reagir, eu já não me controlava, ter aquela gatinha, novinha molinha para eu usar e abusar me fazia sentir como se eu tivesse uns 20 anos a menos. Tirei seu shortinho e sua calcinha, ai que delicia...

Ela tinha bucetinha gordinha, rosada e lisinha, abri bem suas pernas sobre o sofá e pude contemplar aquela visão do paraíso, a xoxota dela era apertadinha e estava bem meladinha, mas abrigou deliciosamente meus dedos. Cai de boca naquela delicia, chupei como um bebê chupa a mamadeira para saciar a fome. Sugava seu grelinho avolumado, fodia sua xaninha com a língua, sentia o gostinho dela, podia sentir que o caldinho que jorrava dela ia aumentando e ficando mais espesso, levemente fui espalhando aquele caldinho dos deuses em toda extensão de sua bucetinha até a portinha de seu cuzinho. Podia sentir ela se contorcer no sofá, sabia que ela estava se deliciando também, levemente mexia seus quadris na direção do meu rosto, ela havia gozado.

Eu já estava em ponto de bala, rapidamente tirei minha bermuda e minha sunga, esfreguei meu pinto naquela xana melada e meti. Deixei meu pau escorregar livre para dentro daquela bucetona molhada, puta que pariu como ela era apertada, engoliu meu pau deliciosamente, sentia cada centímetro dele ser deliciosamente abrigado dentro dela. Eu estava com muito tesão e confesso que fui egoísta comecei a bombar na xoxota dela pensando só no meu prazer. Eu socava com força, podia sentir o pau indo lá no fundo, lembrei que não estava de camisinha e me controlei para não gozar dentro, dei mais algumas fortes estocadas, mas não tive muito sucesso, gozei como um adolescente descontrolado dentro daquela buceta gostosa, fiquei olhando e pude ver minha porra escorrendo até o cuzinho daquela gostosa.

Rapidamente vesti-a novamente e a deitei em sua cama, eu estava exausto então como conhecia a moça e ainda tinha esperança que ela voltasse a se declarar para mim, dessa vez em sã consciência, resolvi dormir lá com ela. Me deitei ao seu lado na cama, dormi alisando aquele corpo gostoso. No outro dia pela manhã levantei cedo e fiz um café bem forte, ela acordou e se assustou com a minha presença, ficou bem sem graça e me pediu mil desculpas. Eu disse que aquilo não tinha nenhum problema, que essas coisas eram próprias da idade dela e que eu até achei divertido cuidar dela como um bom irmão mais velho...

- Luana, você perdeu os sentidos ontem, se lembra de alguma coisa que aconteceu depois que nós viemos embora?

- Ai Nando, lembro de ter tentado te agarrar e depois não lembro de mais nada. Estranho é que tive um sonho estranho com você, meu corpo acordou diferente.

-Diferente? Como assim?

-Sei lá parece que transei ontem a noite. Deve ser efeito daquela vodka maldita que eu misturei com a cerveja. Olha fica a vontade que eu vou tomar um banho rápido.

Ouvindo o barulho do chuveiro ligado não resisti e fui ate a porta do banheiro.

- Luana posso te perguntar uma coisa? Dependendo da resposta vou embora agora.

- Credo, pergunta logo. Juro que vou falar a verdade.

-Ontem você disse que tinha atração por mim, você se lembra? É verdade?

-Olha Nandinho meu amor, isso é verdade, eu me lembro de ter te dado um beijo, pena que apaguei, senão...

-Senão o que?

-Quer entrar aqui para você descobrir?

Puta que pariu eu entrei no banheiro e ela parecia estar mais bonita toda ensaboada, fez uma carinha de safada que me deixou pirado. Enlacei seu corpo com as mãos e beijei forte sua boca, fui deslizando minhas mãos pela sua cintura e apertei com força sua bunda deliciosa. Ela tirou meu short e foi beijando meu peito, arranhando minhas costas agachando-se lentamente até alcançar meu pinto com aquela boca quente e deliciosa, a putinha chupava deliciosamente, engolia meu pau inteiro, lambia a cabecinha, judiava de mim, eu só conseguia gemer com aquela boca gostosa engolindo minhas bolas. Puxei-as pelos cabelos fazendo com que ela se levantasse beijei novamente sua boca carreguei-a para o quarto, sentei-a sobre uma mesa que lá estava, ela abriu as pernas e pude mais uma vez ver aquela bucetinha rosadinha, molhadinha sem nenhum pelinho. Fiquei massageando seu grelinho com meu dedo, ela toda dengosa:

-Ai Nando, deixa eu gozar assim com você esfregando minha xoxota.

-Você gosta assim? Então goza bem gostoso nos meus dedinhos.

Fiquei ali beijando sua boca e fudendo sua bucetona inchada com as mãos, ela gemia, delirava de tesão, olhava profundamente nos meus olhos e sorria bem safada.

-Me come meu amor.

Ela sussurrou ao meu ouvido.

-Hum, eu estava pensando nisso, onde esta a camisinha?

Ela apontou para uma gaveta, rapidamente peguei e tratei de encapar o amigão que a essa altura já estava duro como pedra.

Fiquei em sua frente e fui calmamente enfiando meu pinto em sua buça quente e apertada. Metia bem devagar, ver o pau entrar e sair nos deixava mais loucos, fui aumentando a intensidade das estocadas e ela foi gemendo mais alto, beliscando meu peito, mordendo os lábios.

Virei-a de costas, ela apoiou as mãos sobre a mesa e eu a comi assim, meu pau entrava e saia daquela xaninha deliciosamente.

-Assim meu gostoso, mete com força.

-Humm, você gosta com força é safada?

-Amor sou uma puta gulosa, quero seu pau todo.

Putz, ela falando desse jeito me deixava enlouquecido, comecei a socar nela como um animal, estávamos dominados pelo tesão. Senti a xaninha dela contrair meu pinto, ela urrou e gozou como uma putinha de filmes pornôs de primeira. Não resisti muito mais tempo, gozei gostoso com ela rebolando na minha pica.

Ficamos assim atracados e abraçados por mais alguns instantes recuperando o fôlego, depois nos recompomos e tomamos um bom café da manhã.

Reencontrar essa garota tantos anos depois e acabar comendo ela desse modo clandestino foi uma das coisas mais gostosas que fizemos juntos, e essa não foi nossa única aventura não, tivemos muitas outras mais, escrevo isso hoje enquanto a vejo dormindo com a bundinha pra cima em nossa cama na nossa casa. Depois conto mais para vocês!!!!

Comentem e votem por favor!!!!


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive Luaquente a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
17/12/2013 22:28:06
A mulher caldo. KKK Depois da mulher fruta, eis que nasce a mulher caldo. Vai um caldinho aí? Ela mesma se chama de puta e passou a urrar. A mulher que urra. Arggee. Bom conto, apesar da mulher caldo e do urro. Nota 8.
22/12/2011 03:00:23
Bem gostoso e bem safado!!!!
12/08/2011 10:59:15
Parabéns Nando....bem excitante... beijos
12/08/2011 09:40:03
muito bom
11/08/2011 16:38:52
11/08/2011 13:34:33
Adorei! parabéns
11/08/2011 12:57:03
Conto nota 10, bem escrito e com otima historia. Parabens .
11/08/2011 09:17:45
Muito bom. Nota 10.
11/08/2011 07:26:25
Belo e envolvente conto .Parabéns

Online porn video at mobile phone


contos fui pra cama com mega dotado marido viu o estragoXvideo mobile priminha brincando delutinhasexo suor e gemidosbaixar vídeo das negras de 1413 anos de 12 perdendo a virgindadevídeo pornô parte curta de 4 minutos o cabo do pau de Sen sentindo transando com mulher de 68 anosconto eurotico academia com o menino bundudoprimos boqueteiros. Tomei o leitinho do meu primo gueizinho pornoSatanás me chamando a filhinha para transar com a xoxota toda g*****Pornodoido arrebatdas3 julho 2015 8445 paguei para deflorar a filha do caseiro casa dos contos eroticosexo anal lesbico com cinta. pau gra.nde com a capetinhaabre video porno das novinha loira do peito picino e pontudoContos pornos-mamae deu um selinho no meu pauEu quero assistir um vídeo pornô gozando dentro da buceta da sua mãe dormindo seu filha de uma égua sou filha da puta eu quero gozar dentro da sua mãe só desgraça onde o caralho gozando dentro da buceta da sua mãe sou filha da putacontos eroticos mamae subjugadaConto erotico gordinha ensopadacastrar o submisso quimicamentexevedeos cumendo a amiga da minha mãe que véio passar ferias na minha casa vedeos caserocomendo bucetinhas das novimha tarafinhaXVídeos mulheres carreteira dando sua b***** para o passageiroxvidioxx fudeu a mae Comi a garota tolinhacomtos eroticos minha mae drogada foi fodida e eu tambemcoroa do cugradaContoeroticonovinhosafadoentiada fogos com padrasto. commenina novinha dormindo sem calcinha toda arreganhada com seu pinguelo lá de foraputohomem damdo o cu e rebolandomãe da minha mulher me mostranndo o pentelho me provocandocontos eroticos meu enteado me comeuencostei no bico do peito edoeulazarento do irmao fez sexo com a irma enquanto ela estava deitadafeminização forçada contosxvideos comeu a mae de calcinha no jantara policial gostoza sendo fodida aforsa pelo bandido pirocudo xxxxvidiosxvideo comondo gordinha e gozandogay casa dos contose apaixonei pelo idiota da faculdadea loira do olho azul me chamou de Zé tacudo e eu falei assim vai tomar no seuquero ver lindas travestis entrando em enormes rolas ate gozarem nelas videos boas fidaselicarlos2010vídeo pornô mulher bola toda agoniada para pica entrando em sua b***** mas não consegue porque a b***** muito apertadanovinha bucetuda perdendo a virjidade .com namorado bem dotadocontos eiroticos leilaporncontos erotico,meu genro me enrrabou dormindoeu de shortinho jeans atoladinho e calcinha fio dental de minha irma rabuda dei pro negao x videos afeminadomeninos irmaos gay gostosos sarados pelados batendo punheta na cam e na escolaxisvideo gulosas garganta gulosanegao cacete grosso preto vigilante comendo cu do cliente apos o expediente gosando dentro video amadorenrabei a baininha contosmenina dano aprimeiraves abuçetaxxvideo baby aguenta pau grosso n cuconto erotico enquadradinho 2015contoeroticonovinhosafadocontos eroticos alvinho e o padrebucetuda xoxota acucaradaquero vídeo XVídeos as magrinha galeguinha novinha de sainha afogada mostrando os lado da periquitamundobicha violentada amigo na telaestrupadaporladraocomentario de atris porno apos gosada na bocapornosacana traindo o marido com entregadormulher tenta fugi pica mostruosa brutal no cuvídeo pornô vídeo pornô novinha mais gostosa que tem um cavaquinho seco e gostosocorno porra ordenhA taca contomae do meu amigo gostosavidecontos eroticos adora q outros oisam suas transasmotoqueiro gay passivo contocontos eroticos alimentando os caes da vizinhame perdi no mato eles me encontraram e me fuderam pornocontos eroticos ninfeta curradaflagrei minha tia raspando o pentelhoa dona vai ser com seu cachorrosexquero ver mais linda buceta bem gostosa que adora você tinha até meu marido matou na buceta gostosa no grelo bem ponto de ir para lambe chupa bem gostosinho passo a pontinha da língua nesse grelinhocontoerotico meu tio e minha namorada fudendosendo lascada por maquina do caralhisvideos porno eu estava dormindo e ele chupou a minha bucetinha e eu noa acordeiscooby-doo Mistério S A minha mãe e da filha e mulher pelada salsichatravestis bem dotado sendo errabados real