Meu pai adorava encher meu cuzinho com seu leite

Um conto erótico de Leandro
Categoria: Homossexual
Data: 13/08/2011 20:42:42
Nota 9.29

Olá! Sou Leandro, moro em Belém, tenho 33 anos, sou moreno cor de jambo, malhadinho e não aparento ter a idade que tenho, muitas pessoas dizem que eu aparento ter no máximo 20 anos, e levam um susto quando falo a minha idade, pra mim é excelente, acho que o tempo só me favorece.

Desde criança sempre tive atração pelo meu pai, na verdade eu não sabia explicar o que acontecia pelo meu corpo, nem sabia que na verdade o que eu sentia era tesão. Meu pai é mecânico, dono de uma rede de oficinas em Belém. Adorava ver meu pai chegando da rua e jogando suas roupas pela sala, ficava somente de sunga com aquele corpo definido, barba por fazer, e sempre meio bêbado com aquele jeito de macho, ele sempre me tratou muito bem, não me lembro de ter apanhado dele por qualquer besteira que eu aprontasse e eu era uma verdadeira peste. Acho que esse meu desejo surgiu quando eu tinha uns nove anos de idade, mas somente quando completei 15 anos que a coisa pegou fogo. Nessa idade eu já sabia o que queria. Também nessa época eu já tinha tido relações sexuais com meu primo da mesma idade que tinha mudado recentemente do Rio de Janeiro para Belém e com outros garotos mais velhos e experiêntes.

Como falei antes, meu pai bebia muito, chegava em casa quase todos os dias bêbado, dormia no sofá e num certo domingo quando cheguei o vi deitado na sala de sunga e com pau duro, naquele momento fiquei pirado me deu um tesão alucinante, fiquei maquinando o que eu poderia fazer pois eu não poderia perder aquela oportunidade única, foi então que tive coragem e comecei a passar a mão naquele pau delicioso que estava quase igual a uma pedra, eu tremia de tesão, coloquei o pau dele para fora da sunga e vi que era um cacete lindo e delicioso, ele era vermelho meio torto com a cabeça rosada devia ter uns 19cm, então comecei a passar a língua naquele pau, mas eu estava com medo que ele acordasse, escutei um movimento estranho em casa e fui verificar, era meu irmão pentelho, corri e joguei um lençol em cima do pau do papai, naquele dia deixei a oportunidade escapar de minhas mãos, a partir dai todas as vezes que papai chegava bêbado em casa eu me aproveitava dele, eu já estava mais do que acostumado com aquela situação, já me sentia seguro todas as vezes chupando o pau dele. Tiveram muitas vezes que eu sentava e rebolava muito no pau dele e ele felizmente ele nunca acordava, até que um dia ele chegou muito bêbado e foi deitar. Isso era por volta das 19h e lá por umas 21h e fui acariciar o pau dele, estava como sempre muito duro, até que ele me pegou acariciando o seu cacete, acordou e ficou me olhando, fiquei desesperado e mais do que depressa comecei a disfarçar dizendo que eu estava lhe cobrindo, pois já estava tarde e eu fui para meu quarto, ele não falou nada e fique muito nervoso, vi quando ele levantou e foi tomar banho, retornou e ficou vendo tv. No outro dia as coisas correram normalmente como se nada tivesse acontecido, mas eu estava com muita vergonha e quase não olhava para ele, mas ele me olhava muito, eu queria saber o que ele estava pensando naquele momento, dai as semanas foram passando, nunca mais tinha mexido com ele, pois eu tinha receio que ele acordasse novamente, mas eu tinha percebido que ela raramente chegava em casa bêbado.

Eu tinha um sono muito pesado, e comecei a estranhar que por algumas vezes eu acordava pelas manhãs sempre com meu cuzinho melado de vaselina, até que um dia eu acordei melado de vaselina e meu short estava rasgado entre as pernas, eu imaginei que estava ficando sonambulo novamente, até que um dia eu acabei com o mistério. Acordei pela madrugada sentindo meu pai metendo o dedo no meu cuzinho todo melado de vaselina, quando abri os olhos vi aquele cacetão sendo passado nos meus lábios, não pensei duas vezes e abocanhei aquela vara, eu não sei explicar o tesão que senti na hora, minha respiração ficou mais intensa e meus batimentos cardíacos aumentaram. Papai fodia minha boca com aquele cacete, me colocou de quatro no sofá, melou meu cuzinho e meteu alguns dedos para alargar o meu cuzinho e depois enfiou o seu cacete, fiquei louco. Ele fodeu tanto o meu cuzinho, ele controlava o momento que iria gozar dando uma parada nas estocadas e eu sentia o seu pau pulsando dentro do meu cuzinho, prolongando o tempo e depois começávamos tudo novamente, nessa noite gozamos umas três vezes.

No dia seguinte lá estava eu com o cuzinho todo ardido, mas, dei novamente pra ele. Assim ocorreram as transas por uns três anos, ele sempre me fodia todos os dias e às vezes fazíamos umas cinco vezes ao dia, eu era tarado por ele e ele por mim. Meu pai se tornou meu amante, chegávamos a transar dentro do mato quando viajávamos, transei muitas vezes nas oficinas com ele todo sujo de graxa e cheirando a macho. Minha mãe já estava desconfiada, pois nós nunca fomos tão chegados um com outro, e de repente ele vivia mais comigo do que com meu outro irmão e minha mãe, foi ai que ela ficou juntando as peças e nos deu um flagra, felizmente no momento não estávamos transando mais estávamos começando a nos acariciamos, ela fez um mega escândalo, colocando afirmações. Mas ficou por isso mesmo, ele fez aquele teatro dizendo que era coisa da cabeça DOENTE dela. Então mamãe ficou sempre de olho na gente, já não deixava que eu ficasse sozinho com ele e ficou meio difícil de ficarmos transando, mas sempre dávamos um jeito.

Meu pai chupava e comia meu cuzinho deliciosamente bem, eu adorava quando sentia o seu leite quente pulsando dentro do meu cuzinho. Transei com papai durante uns três anos, ele mamava meu peito e deixava marcas, eu só vivia de camiseta, eu era todo marcado, ele adorava meter no meu cuzinho de frango assado e mamava meu peito ao mesmo tempo, eu adorava ficar de frango assado na ponta da cama com ele, essa era minha posição favorita, adorava sentir o seu leite quente no meu cuzinho.

Mas todo aquele tesão que sentia por ele foi acabando, tinha vezes que eu não queria mais transar com ele, eu sempre fugia das oportunidades, ele começou a me forçar e até mesmo me violentar sexualmente quando estava bêbado. Teve um dia que ele chegou bêbado e eu estava na rede da varanda, ele me abraçou e me deu um beijo de língua muito intenso e começou a chorar dizendo que me amava, era louco por mim, sentia ciúmes pois sabia que estávamos fazendo era errado, mas ele não conseguia se controlar, não conseguia deixar de pensar em mim, pois ele nunca tinha vivido uma experiência com outro homem e pior de tudo com o próprio filho que foi muito esperado o seu nascimento. Foi então que percebi que meu pai era apaixonado por mim, ele falou que eu estava me afastando dele e com certeza estaria me envolvendo com outros garotos, confessou que estava sofrendo muito com minha indiferença. Ele me propôs que fugíssemos e queria pedir o divorcio de minha mãe para morar somente comigo, nesse dia transamos muito, fiquei com maior tesão quando bati uma punheta e ele jorrou leite na minha boca e tomei todinho sem deixar escapar uma gota se quer, ele estava muito excitado e foi nossa última transa com ele.

Meu pai foi um dos melhores amantes que tive, foi com ele que tive as melhores transas e gozadas, foi ele que deu as melhores chupadas no meu cuzinho, os melhores beijos de língua.

Completei meus 18 anos e sai de casa fui morar em outro Estado com meus tios, fiquei um bom tempo sem ver meu pai, só nos falávamos por telefone, mas nunca tocamos no assunto sexo, ele sempre pedia para eu voltar pra casa porque ela não era mais a mesma sem minha presença, meu quarto estava do mesmo jeito que deixei. Nunca mais morei com papai, fui adquirindo minha independência e fui mudando de cidades, depois de um bom tempo acabei voltando para Belém, mas não moramos na mesma casa e nunca mais tivemos nenhum contato sexual. Um dia meu irmão pediu que eu fosse com seu motoboy até a casa do papai para apanhar uns documentos. Chegando lá falei com mamãe e papai nos pegou dentro do quarto do meu irmão, ele ficou com ciúmes, ele pediu que eu o acompanhasse até a cozinha e lá fez mil perguntas sobre o motoboy e afirmei que era apenas o motoboy que trabalhava na loja do meu irmão e estávamos ali somente para retirar umas coisas.

Hoje tenho 33 anos, meu pai é mais velho que eu 17 anos, ele continua gostoso e eu vou vivendo minha vida. Sou muito desejado por muitos homens, mas também não consigo ter um namorado fixo, sou muito acomodado, não me sinto bem fazendo aquelas obrigações de namorados como: ligando, marcando encontros, indo ao cinema ou viajando, eu adoro muito sexo e já fui até garoto de programa, mas quando eu vejo que meus paqueras estão ficando melosos comigo eu cuido de fugir e parto pra outro.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
27/05/2013 16:54:32
6
28/01/2013 16:03:34
bom
28/06/2012 20:30:23
Ótimo conto. Um dos melhores que li. Adorei a expressão da culpa e da consciência do erro cometido. Da mais realidade ao conto. Parabéns.
17/08/2011 01:01:38
MUITO BOM!!!!!!!!
14/08/2011 10:59:22
oi, adorei seu conto muito bom, mesmo ei tambem sou do pará mais moro ai perto d belem, vc tem msn o meu e vamos nos conhcer. escreva mais contos são bons

Online porn video at mobile phone


http://entiada dormido encasa padrasto aproveita doce nanda parte IV contos eroticosvideos sexo incesto filha novinha reda calcinha de lado pro pai fude elaconto erótico gay fui comido no internatoxvideos gay cu rasgadaiporno mirou na buceta e acentou o cuconto meu corno gosta que eu chupe seu pau e dou o cu pra o outro deliciaconto erótico fui obrigada a f**** minha irmãzinha novinhalésbicas vê amiga no banho e agarra ēła forçaxvideos cara pecano a mina afossa i acaba gozando na buceta ela fica boladacontos gozar no cu da empregada e feiopai e vo dopando filha safada tpra poder esyrupa lacontos eroticos gay inicio fui surpreendido por um adulto dando minha bundinha e fui xantageadoXVídeos queimadinha feira do Sol e tirando a roupa na praiasignifica sonhar que estou de sutiã e tanguinha dentro de casa e depois me sinto vergonhaquero ver filme de pornô daquele negro da Senzala amarrado no tronco e fazendo filme de pornô de da Senzalacontos eroticos a amiga da minha irma rabudanao sabia q seu pau era tao grosso assim meu cu ta doendo xv incesto evangelicanovinha de quinze anos fodida a forca pelos trez vizinhos bem dotados contosconfigurar permissões e Jadson aquele beijo que você me deumeninos dp pinto Gande gosando porracontos eróticos comi o cu do filho da mendigameu padrasto me estrupo ranco meu cabaco eu gosteiNo binha jemendo pra caralho xvidiosou cara discreto mais adoro vira puta xxxvideos.commirtes dando a buceta na igrejatesaozinho de menina deixando o pai da amiga louco de tesaocontos eroticos pomba giraconto erotico onibus lotadotransei com meu paicontos eiroticos leilapornmoicanovouserteumulher enbriagou marido ele foi domim ela fio da cuBuceta e c aadas pelo pau do papai negao. Conto erotico heterossexual.sexoanual com Negrão bem dotadoContos eroticos esposa com pirralhosopa escurreguei na pica gaymoto epinado vogino da viaturasexoirmá vai dormir con seu irmaonoiva casa e não sabia tamanho iria infartar pornocontos eróticos minha esposa queria saber do apelido do meu amigo negaoPodolatria contos madrasta malvadamulher crente dando o cu pra dois pedreiro pauzudomae flagra o filho transando com a erma novinha conto eroticobaiana lavano a bucetonabucetas de gravidas bem inxadas escorrendo gozocontos eroticos usando camisola pro meu filhomtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1homem, gozando, dentro, da, biceta,, dwmulher, gravida, no, carroxvidio fera danorabonegao rasgou cu amazinha gritou pornoXVídeos dona de casa traindo o marido com amante na cama dele e ele liga bem na hora para ela e ela mente falando que tá doendono motel eu não tava acreditando que eu tava fundendo a buceta virgem da minha cunhada solteira coroa conto eróticoRelato de cornos submissoporn dollxvidoshomem escroto excitado gozando gemendo no grelo pra caralhorubiaebeto.brpau grande e grosso porno so com novinhas sendo cruelmente aregacadaconto sexo cheirando tenis do molequemorena chegol em casa pegol irma na siriricaporno brasilDe_chefe_a_amor_da_minha_vidainguiçando xvideoscache:wNACedYikXQJ:gtavicity.ru/texto/20170544 jorjao roludo porno video pirnobuceta freirascontos aiíiiii hum aiaiaContos eroticos elacareca peladacontos eróticos virei putinha crossdresser dos pedreiroscontoprimeirafodanovinha dançando só de calcinha e de óculos e botãozinho vermelhoContos eroticos mamaeeee uii aiinegao com pica enorme assusta em despedida de solteirominha concunha morena gostosa que arrobeiO vizinho safado do 205sexo com monstroscontos eróticos pique escondexvideos cu apertado dando pala primeira vez devagar quando entrou a cabeça ela gemeux vidios coroa coloca sonifero no cafe do sobrinhoxvidio mulhe casada coroa fudeno na hora do futibol brasileroesposa dando cu p salvar o casamento video conto pornogordo careca e sua esposa chupando um pinto juntosporno pasando a rola na mulher do corno no oniboscontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgecontos eroticos gostosa de camisola e a rola grossaconto - ela tomou o primeiro golinho de porra da vidaprica cavalaconto erotico nora carenti fudendo cm sogro pirocudoconto erotico de casada eu minhas filhas somos fudidas pelo meu bb roludao aguentei 28 cm de pica grande e grossaconto gay com hetero na mesaputaria. propria para coroa intesa safada gosmenta na mansaoContos eroticos estrupos torturadoressafadinha em cima da cama com hugo e cunhadoX videos.flagras hmen dormindomulher pelada colocando frutas no cel cu e dando pra sua filia cheirarquero ver loiras e morenas d********* bem gostoso e arrombando o c* bem arrombado mostrando bem arregalado o c****** e de fio dental bem gostoso preto vermelho branco azulchegou em casa filha foi pro pagode e genro ve mae coroa dormindo e vai elamesmo mete a peca filme pornobahiana filha de papai mostra sua ppkvovo mais de oitenta anos brasileiras cagando i peidandovideos novinhas fazendo sequioso e gozandox videoz traveati gozando