Cha das 5 na casa da minha tia

Um conto erótico de rio40graus
Categoria: Grupal
Data: 13/09/2011 15:51:07
Nota -
Assuntos: Grupal, Coroas, Fetiches, Anal

Me chamo Jorge, estou agora com 28 anos, cursando o ultimo ano do curso de educação física em uma faculdade aqui de são Paulo. Para facilitar a minha vida mudei para casa de uma dia minha chamada Viviane, morena, cabelos longos e preto, com os seus 52 anos, viúva a mais de 8 anos. Me dava muito bem com ela e vivíamos muito bem e dividindo todas as tarefas de casa e do dia a dia. Eu estudava na parte da tarde e normalmente só chegava em casa por volta das 19 horas todos os dias. Mas naquela quinta feira sai de casa como normalmente faço e logo depois tive que retornar porque não havia agua na faculdade e todos foram dispensados das suas aulas. Cheguei em casa como de costume mas estranhei o fato de encontrar dois carros estacionados bem em frente a nossa casa. Corri para os fundos da casa e assim que cheguei na fresta da janela da sala fiquei impressionado com a cena que presenciava.

Minha tia vestia apenas uma calcinha e um sutiã junto com mais duas colegas suas, uma loira chamada Teresa, seios grandes, uma bunda avantajada que também estava vestida da mesma forma e uma mulata de nome Creuza que vestia uma combinação de calcinha e sutiã brancos realçando com a sua pele negra, essa tinha coxas grossa, uma bunda avantajada e uns seios bem pequenos. Através da fresta presencie que elas conversavam sobre sexo e olhavam um vídeo pornô na tv de plasma da sala e tomavam umas xicaras de chá e não despregavam os olhos da tv, onde um garotão meti a rola em uma coroa como elas, que estavam todas na casa dos 50 a 60 anos. Na maior naturalidade elas apertavam os seios e metiam os dedos nas suas xoxotas esfregando lentamente observando a cena que passava na tv, e já com o cacete duraço vi quando a Teresa foi ao encontro da Creuza e começou a mordiscar os bicos dos seus seios por cima do sutiã e sem perder tempo vi a minha tia Viviane encostando o seu corpo na Teresa e começou a morder as suas costas deixando a outra toda arrepiada. Passei a entender como era o chá das 5 das três, e fiquei impressionado com toda a sexualidade das três o que me deixou mais excitado do que nunca e louco para entrar na festa das três, fui dando a volta até encontrar a porta da cozinha e virando a chave com muito cuidado para não fazer barulho entrei e fui chegando até encontrar a porta que dava para sala entreaberta e ficando atrás da porta vi quando a Creuza de joelhos no carpete puxava a calcinha da minha tia e metia a língua na xoxota dela enquanto ela beijava a boca da Teresa, fui abrindo cada botão da minha camisa e logo tirei a minha calça e junto a minha sunga box ficando peladão e jogando tudo para o alto resolvi que iria comer aquelas três coroas tesudas de qualquer forma. Fui saindo do meu esconderijo e fiquei em pé na porta da cozinha com o meu cacete na mão tocando uma punheta gostosa enquanto observava elas se chupando uma com as outras e com a minha piroca de 19cm dura feita uma pedra fui me aproximando delas. Quando minha tia me viu tomou um justo absurdo e deu um grito junto com as outras que tentavam em vão se cobrir.

Fui caminhando na direção da minha tia que incrédula olhava fixa para o meu pau impressionada com o tamanho e logo estava sem falar nada com o cacetão duro perto dos seus lábios que aos poucos foram se abrindo e logo ela passava a língua no meu pau me deixando alucinado de tesão, Chamei a Creuza e já fui pegando no seu pescoço e dando um beijo de língua gostoso enquanto apertava o seu bundão carnudo, ela logo chamou a Teresa e do outro lado veio me beijar também enquanto a minha tia chupava gostosamente o meu cacetão, hora eu beijava e chupava a língua da Creuza hora a da Teresa enquanto eu metia um dedo no rabo de cada uma sentindo cada cuzinho piscando nos meus dedos daquelas coroas tesudas, fiz elas descerem para que sentisse a boca de cada uma no meu caralho e pegando a minha tia pelos cabelos trouxe a sua boca de encontro a minha e sem perder tempo beijei muito a sua boca fazendo ela delirar com os beijos e as minha mordidas no seu pescoço, e no seu ouvido chamava ela de coroa gostosa que sempre fui louco para comê-la e que estava realizando um sonho antigo, e ela olhando nos meus olhos puxava a minha cabeça fazendo com que a beijasse mais ainda enquanto a Teresa cuidava do meu saco lambendo e chupando cada bola e a Creuza tentava em vão agasalhar o meu cacetão. Fui arriando a calcinha da minha tia e logo as suas amigas sem largarem o meu caralho ajudavam e deixavam ela peladinha, fui empurrando ela no seu sofá e arreganhando as suas pernas caiu de boca no seu bucetão fazendo ela pular de tesão e agarrar os meus cabelos socando a minha cara mais no fundo da sua bucetona totalmente raspadinhas enquanto a Teresa deitada engolia o meu caralhão e a Creuza tira o sutiã da minha tia e mamava gostoso cada peitão dela deixando ela louca e eu com um tesão absurdo, que xoxota carnuda a titia tinha, abri aqueles lábios grossos e mordia muito o seu grelão enquanto socava dois dedos na sua buceta e depois com os dedos todo melecado puxei a calcinha da Creusa para o lado o soquei o dedo babado no seu cuzinho fazendo ela gemer gostoso enquanto mordia o biquinho da titia que gozava enchendo a minha boca com o seu leite grosso.

Aproveitei a Creuza de quatro e mandei a boca na xoxota dela rasgando a sua calcinha enquanto a Teresa mamava o meu caralho me fazendo quase gozar na sua boca, virei o meu corpo e com o cacetão apontando para o teto fiz a Tereza sentar no meu caralho enquanto eu chupava a buceta da Creuza e que beijava a boca da minha tia e falava o quanto eu era gostoso, enquanto isso a Tereza cavalgava no meu cacetão enquanto mordia o bundona da Creuza que estava gemendo feito uma louca sentindo a minha língua no seu grelão tesudo. Senti a Tereza gozando sobre o meu caralho e quase sem folego apertava o rabo da Creuza e dava vários tapas no bundão dela gozando alucinada sobre o meu pau, tirei a Teresa do meu cacete e sem esperar mandei a piroca forte na xoxota da Creuza que jogou a cabeça para trás sentindo o meu caralhão alargar toda a sua bucetona, que mulata gostosa, todas apesar da idade eram super cheirosas e super cuidadosas com os seus corpos, peguei naquela cinturinha de menina e meti forte arranco gemidos intenso daquela mulata e louco para gozar sentia no meu saco a língua da Teresa que por debaixo do meu corpo lambia o meu saco e chupava o grelo da Creuza que logo gozou fartamente beijando a boca da minha tia. Sai quase gozando da xoxota da Creuza e pegando as coxonas da minha tia joguei no meu ombro e falei para ela que tinha chegado a vez dela e ela tremendo pedia para eu ir com carinho, e eu louco de tesão meti até o talo o meu cacetão na titia fazendo ela gemer alto na sala dizendo que estava arrombando ela, meti muito naquela buceta arreganhada enquanto via do lado a Creuza e a Teresa em um 69 alucinante e sem aguentar mais despejei o meu leite enchendo a xoxota da minha com todo o meu gozo enquanto beijava a sua boca e ao lado escutava as suas amigas gozando mais uma vez chupando uma a xoxota da outra, caímos sobre os sofás e ao lado da minha tia beijava a sua boca falando o quanto elas eram gostosas e queria meter nelas todos os dias, fui na Creuza e dei um longo beijo também na sua boca e logo depois estava beijando e dedilhando o grelo da Teresa que arranhava as minhas costas me chamando de tesudo, de gostoso e queria o meu pau todos os dias também.


Este conto recebeu 0 estrelas.
Incentive rio40graus a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.

Online porn video at mobile phone


filha adotiva safada com mae e pai contoshomem esfreganna calcinhas da menina e não aguenta e mete a rolamelando buceta com salivasou casada e dei o cu para outro homemDepois de uma pessima massagem uma transa muito quente-pornodoidonovinha bebada faz se. xoi anal n quartcontos eu adoro me exibirdois negros de 40cm de pau no rabo da intiada e sublinhaa mãe estavana conziha de sainha curta e causinha braca o filho de rola grossa cabeçuda chegou enfiado no cu dela doendocadê aquelas gostosas de fio dental roxinho pacote na frentemlher batendo poeta para mim èmulher gostosavídeo pornô vizinha pernagrossa e setura finahttp://contos primeira vez com dog hiper bem dotadocontos eróticos de garotas f****** com padrastodou o cuzinho mas sofro muito ele tem um pauzaoinstalar música no musio só linguadinha na ppk da novinhacontos eróticos salvando as aparênciasdata zarad xxxvedioc**** ver sua magrinha gozar multiplico na pica do amigocontos eroticos gay enrustidoAdulta criando pentelho na bucetacontos eroticos estuprada pelo meu cunhadoconto erotico gay branco dominador gosta de maltratar viado pretomae do meu amigo gostosavideXVIDEO CRIOLA VIUVA PIRANHAvideos pornol catucando boga na cozinha lesbicaconto erotico tenho 60 anos o meu sobrinho e um taradinhocasa dos co.tos eroticos de casadas .o cabeleleirohomens cumendo cadelaspornoantigonovinha.comhomens com coujas grandes sarados peladosx videos.com mulher incorporada com pomba gira transandomulher punhetou assaltante de ruasigana chama amiga pra chupa pal d negaoabaixa video porno no xvideo magrinho cumendo a mae do seu amigoContos de maridos cornos e otários casados com esposas putas e safadascunhada sonhado pegando no pal do cunhadoprofessora para niguei botar defeito tao gostoza pelada linda buceta greludaxviseos velhos flagados estrupandotitio comeu meu cuzinhovideos provocado meu cunhado do pau grande setei em cimavidiodisexonovinhaconto erotico meu tio comeu minha mulher elaprovocouencoxou a mae na camaXvideos... Humrummachos do pau cabelydos negao ditados brasileiros nusContos eróticos esposa e Sogranovinha bem safadaxviQuero ler contos coroa rico passivo do Rio de Janeiroxvidio mocinhaflagrei minha patroa na siririca contosgrelinho branquinho dessa buceta virgem deliciafoto dor pigelo preto bem bonitoconto meu marido virou minha putaxvideos estralando no socaconto erotico meu marido me viu dando o cu e gostougostando de ser estrupado e chingado gayrelatos de homens e mulheres praticantes da lactofiliacomendo o meninos da igreja contos gaystirado avingendade com negao safadesa sexocu da mulher do corno ta so o rombonovinhas de camisola no desafio e vou tomar banhobundudinha enroscou o s do cu na cabeça do paudescadeirada peli roludoxvideos pegou amigp do filhoxvideos irmao fragando sua irma deitada pelafa de cochinha e come cu delamulher casada realisando fantasia e da pra dois negao dt porno doidoeu quero ver vide de filhos comedo abuceda da mãd tomidoconto lesbico a procura do amor cap25morena.brasileira.dando.cu.e.dizendo.putari.mecoma.me.rasguegozando na boquinha por doce contosnegonas de fio dental esperando o comedorconto irmao cuidava melevava pro amigo me fudernovinha vai foder com outro homem quando sai do colégio pagando e ela geme muito no pau dele de baixo de zíper abertomulheres provocando pedreiros encanadores que vão receber suas casas de casadosfime porno pai infindo a mão no cu da filhacontos eroticos encoxando a madura Rabuda no metrôcomeu o cu da filha do patrão novinha de17 pornodoidonao aguentei dei pro meu sobrinho na cama dele contospornô de Salvador Fernanda raspando a b***** pela primeira veznão tive escolha e foi obrigada a leva ferro no cu contostravestis dominadora fez homem casado virar mulherzinhaas mais gostosa do faice fodendo con cu buceta carnuda tambemxvideo gay esperneandoxvideos mulher dormindo de shortinho com a barguia abertacontoseroticos minha mae traiu meu pai e eu tambem comicontos chortinhos emfiados cnnXvidiocomendo a novinha sem.ao menos tirar o chorte dela conto erotico gay viado submisso vira femea do negaoum fingidor me chupou o pau do filhoPijamar levo a picaxvideosrelato erotico mae dormímdocontos por causa do meu picao fude todas amigas da minha mãegoszndo gostoso no xvidioobrigacao mulher tira roupa e abre as pernas conto erotico