DESPEDIDA DE SOLTEIRO – Capítulo Especial - Minha Família Nota 10

Um conto erótico de Manolo Fernandes (Manu Costa)
Categoria: Homossexual
Data: 23/04/2013 17:01:47
Nota 10.00

DESPEDIDA DE SOLTEIRO – Capítulo Especial - Minha Família Nota 10

Narrado por Jonas

A Grande Família (Dudu Nobre)

Esta família é muito unida

E também muito ouriçada

Brigam por qualquer razão

Mas acabam pedindo perdão...

Pirraça pai!

Pirraça mãe!

Pirraça filha!

Eu também sou da família

Eu também quero pirraçar...

Catuca pai!

Catuca mãe!

Catuca filha!

Eu também sou da família

Também quero catucar

Catuca pai, mãe, filha

Eu também sou da família

Também quero catucar...

Que família, heim!!

http://letras.mus.br/dudu-nobre/45592/

Narrado por Jonas

Depois do Cris descobrir toda a verdade e do acerto de contas, tudo parecia que iria conspirar a nosso favor. Retornei pra casa dos meus pais e pra minha surpresa meu pai adiantou a volta e estava lá “olha, como vai o menininho do papai. Tava molhendo de xaudade do meu bebexinho”. Sim, meu pai tinha umas palhaçadas de me tratar como criança e minha mãe odiava isso. Eu corri pra ele feito um menininho mesmo e o abracei “paizinho que saudades”.

E ficamos nos abraçando muito. Eu sentava em seu colo e ele me fazia cócegas e eu dava beliscão em suas bochechas. Quem olhasse de fora acharia que nós dois éramaos retardados, mas assim era eu e meu pai.

Meu pai já era um sessentão (64 anos), a primeira esposa dele não teve filhos. Quando ele se separou e casou com minha mãe logo eu nasci. Ele sempre me tratou como uma criança e eu adorava isso. Seu nome é Luis Costa.

Tínhamos uma espécie de incesto sem sexo, tamanha era nossa sintonia e minha mãe nunca aceitou o jeito da gente, pois falava que ela sempre sobrava na história e quando estávamos juntos não ligávamos pra ela, o que não deixava de ser verdade.

Devo dizer que meu pai é bem bonachão, mas é um coroa inteiraço. Branco, peludinho, cheinho, rosto lindo. Ele é mais velho que minha mãe 14 anos. Ele e Fernando são apaixonados um pelo outro. Meu pai segurou muita onda nossa por sermos diferentes dos demais garotos, Nando apesar de lindo, sempre foi discriminado por ser sozinho e ter vindo de uma fazenda, já eu era delicado demais e era sempre zoado pelos meninos, mas tinha a proteção do Nando.

Ficamos conversando por horas e ele quis saber mais sobre o Cláudio “filho eu preciso conhecer teu namorado. Quero saber quais são as intenções desse marmanjo, tua mãe não gostou dele”.

“E de quem a mamãe gosta? Até com o Nando ela andou implicando. Depois é que se deram bem”.

“Relaxa bebexinho. Se tua mãe não gosta, já é um motivo pra eu ter curiosidade de conhecê-lo. Ela disse que ele já é velho, mas não se preocupa não, comida velha é que faz comida boa, hahahahah”.

“Nossa pai. E que comida boa que ele tem. Ops, desculpe, falei besteira. Mas ele não é velho não pai, ele só tem 37 anos e é tudo de bom”.

“Hahahaha. Safado. Então está decidido. Judite vem cá minha velinha. Vamos fazer um jantar pra conhecer o Cláudio hoje”. Minha mãe odiava quando meu pai a chamava de velha, hahhahahah.

Minha mãe deu esporros, disse que não iria providenciar nada, que não havia se preparado, mas como sempre, foi convencida por meu pai a fazer o que ele queria. Liguei para Cláudio, que se mostrou um pouco preocupado, mas feliz por finalmente poder conhecer minha família.

Às 20 horas ele chegou. Um blazer cor de vinho. Camisa xadrez colada ao corpo, calça jens. Cabelo cortado. Ele estava um verdadeiro lorde, muito macho, parecia aqueles rapazes quando vai conhecer os pais da namorada. Ele capichou muito no visual.

Trouxe um vinho de primeira qualidade e quando chegou se apresentou. Beijou as mãos de minha mãe, entregando uma caixa de bombons finos e cumprimentou meu pai entregando o vinho. Meu coroa o recebeu com aquele sorriso largo que só ele tinha. Já estava tudo preparado, mas ficamos conversando na sala até umas 21 horas e meu pai desandou a falar besteiras.

“Então Mattos, quer dizer que você é delegado federal? Menino, nem imaginava que havia policiais que gostavam dessa fruta, hahahahhahaha”.

“Paizinho por favor não começa. Você vai deixar o Cláudio sem jeito”.

“Isso mesmo seu Luis e Dona Judite, eu sou delegado federal. E sim, como o senhor disse, eu gosto da fruta, nem sabia que gostava até conhecer o Jonas”.

Minha mãe disparou e causou tensão “mas o que me preocupa é a diferença entre vocês Sr. Mattos. Você é muito mais velho que meu filho, já teve outra família, é um homem experiente e Jonas, mesmo com 26 anos, não passa de um menino. Ele ainda parece mais jovem do que é realmente. Logo, as diferenças entre vocês se acentuam. O senhor não acha?”.

“Dona Judite, eu sei de tudo isso e essas diferenças é que nos fazem ser tão próximos um do outro. Nos completamos, não é amor?”. Ele deu uma no olho da minha mãe com classe, mas ela não se intimidou.

“Agora, tudo são flores senhor Mattos. Quero ver daqui há alguns anos. O senhor será um cinquentão e o Jonas estará no auge. Seus filhos serão adultos e terão um padrasto quase da idade deles. Se vocês forem continuar com essa história, já prevejo muita confusão”.

“Que pessimismo Judite. Panela velha é que faz comida boa. Eu sou mais velho que você 14 anos e ainda dou muito no coro. Claro que não mijo mais pra cima, mas não me troco por nenhum garoto de 30 anos, hahahahah”.

Foi então que começamos a rir. Até minha mãe que estava de cara emburrada não se aguentou. Meu pai foi fazendo mil perguntas ao Cláudio sobre o trabalho dele e a conversa fluia bem. Meu amor falou sobre algumas aventuras que ele passou na fronteira entre o Brasil e Bolívia e Brasil e Peru, e meu pai apreciava tudo com encantamento, como se estivesse vendo um filme.

Depois da primeira sabatina e de Cláudio ser aprovado em primeira instância, fomos jantar. Minha mãe tinha preparado um prato delicioso, carne ao molho madeira, salada, arroz com brócolis. Sobremesa fina. A mesa estava impecável. Uma coisa era certa, Dona Judite era muitíssimo educada e sabia recepcionar como ninguém, era fina e simples ao mesmo tempo.

Cláudio comeu comedidamente. Fiquei até pensando no esforço dele, pois eu sei que como um bom macho, gosta de comer muito, mas ele fez a linha fino. Meu pai como sempre bonachão comeu pra caramba, eu e minha mãe comemos moderadamente. O clima de tensão havia passado, conversamos algumas coisas triviais. Cláudio elogiou tudo e minhã mãe ficou toda contente.

Depois de um tempo meu pai foi soltando mais umas pérolas.

“Mattos, agora que já nos conhecemos, comemos juntos e está tudo bem, não posso deixar de fazer a pergunta que não quer calar. Quais são as suas intenções para com meu filho?”.

“Pai, pelo Amor de Deus, até parece que eu sou uma moça e estamos no início do século passado”.

“Não estamos no início do século passado, mas que pra mim você ainda é uma moça, isso você é”.

“Pai, para com isso. O que o Cláudio vai pensar de mim? Não liga pra ele não amor, ele está brincando”. Falei me dirigindo ao meu namorado, que só ria da palhaçada.

“Não, eu não estou brincando não. Eu quero saber quais são suas intenções Mattos. Eu não posso entregar o maior tesouro da minha vida pra qualquer um e assim de mão beijada”.

Cláudio não se aguentou e riu muito da palhaçada do meu velho e disse “Seu Luis e Dona Judite, minhas intenções são as melhores possíveis com o filho de vocês. Na verdade eu quero me casar com ele, por mim ele já estaria morando comigo, ele é que ainda não se decidiu”.

“Mattos fui com a sua cara. Você é dos meus e eu gostei muito de você. Quanto ao Jojô ir morar com você, negativo, quero tudo nos conformes”.

“Pronto, agora eu virei uma mocinha mesmo né? Que palhaçada é essa?”. Revidei.

“Mas você sempre foi uma quase mulher meu filho, desde pequeno. Eu até tentei fazer você ser diferente, mas você sempre gostava de coisas de menina, sempre brincando com as meninas”.

“Paizinho, por favor, para de falar besteira, não me faz ficar constrangido”.

“Mas Jojô, se o Cláudio gostar mesmo de ti meu filho, ele tem que te aceitar do jeito que você é. Eu mesmo no início queria que você fosse diferente, hoje não passa pela minha cabeça você ser de outro jeito. Eu amo você e pronto. Concorda comigo Cláudio?”.

“Concordo sim Seu Luis e eu me apaixonei pelo Jonas do jeitinho que ele é. sem tirar nem por.”

“Tá vendo filho? É assim que eu penso. Vou te contar umas coisas engraçadas dele pra você entender”. E meu pai começou a me detonar pro meu namorado, fiquei com ódio.

“O Jonas na época do carnaval nunca queria sair vestido de homem aranha, sempre queria a roupa da mulher maravilha”. Meu namorado se acabava de tanto rir e meu pai continuou.

“Quando a gente ia pro parque brincar, em vez dele ficar perto dos outros meninos brincando de bola, ele ficava com as meninas, brincando de amarelhinha, cerececê e de casinha”.

E mais detonação ainda e eu vermelho de vergonha e fulo da vida “uma vez eu numa tentativa frustrada de torná-lo um menino igual aos outros comprei um monte de carrinhos e bolas pra ele. Sabe o que ele fez? Trocou tudo por boneca. Chegou com um monte de boneca diferente aqui em casa”.

Minha mãe desistiu de fazer meu pai parar e eu fui perto dele e dei um beliscão forte em sua barriga “para de me detonar seu gordinho”.

“Ai. Quem fala a verdade não merece castigo”.

Eu acho que Cláudio nunca riu tanto na vida dele. Meu pai me detonou muito, mas no fundo era como se ele estivesse falando pro Cláudio que me amava e me queria do jeito que eu era”.

Mas como sempre tem uma exigência, meu pai fez uma fora da realidade “bem rapazes, eu aceito o namoro de vocês e faço muito gosto, mas eu exijo uma coisa. Eu quero um neto biológico. Quero que Jojô faça um filho. Sei que ele é uma quase mulher e não vai levantar o pau pra uma garota, mas penso que podemos ver uma barriga de aluguel, uma inseminação artificial, dêem um jeito”.

“Pai, mas isso é uma loucura. Eu nunca pensei nisso. Eu não vou ser pai”.

“Eu sei que o Cláudio já têm filhos, e eu vou adorar conhecê-los e iremos ser todos uma só família. Mas Jonas, você é filho único e eu exijo um neto. Eu já até tenho uma grana reservada pra isso, só falta a mãe. É a única exigência que eu faço. Pronto falei”.

Meu amor tomou a palavra e disse “se é sua única exigência, nós o faremos Seu Luis, e ele será meu filho também, eu e o Jonas o criaremos, não se preocupe. Ainda não sei como iremos fazer isso se concretizar, mas eu dou minha palavra que sua exigência irá ser atendida”.

Meu pai abraçou o Cláudio e falou “esse é o genro que eu sempre pedi a Deus”.

Depois de todo o transtorno ficamos conversando mais um pouco na sala e Mattos foi se despedindo “Dona Judite, Seu Luis, foi uma alegria conhecer vocês, agora eu entendo por que o Jonas é essa pessoa tão especial”.

Minha mãe falou “Claudio por favor não me leve a mal. Vejo que você é um homem bom, maduro, seguro, mas minhas preocupações são reais. Isso não quer dizer que eu não gostei de você, pelo contrário, confesso que eu simpatizei muito contigo”.

“Eu entendo Dona Judite. Eu só lhe peço uma chance pra senhora me conhecer e ver que eu sou o homem certo pro Jonas e farei seu filho muito feliz”.

Eles se despediram. Meu pai deu um forte abraço no Cláudio e ele e minha mãe se beijaram no rosto.

Eu fui levá-lo até o carro. Demos um beijo de novela e ele disse “teu pai é uma figura e tua mãe é uma grande dama. Será que eles gostaram de mim?”.

“Claro amor, meu pai te adorou e minha mãe já desfez muito do que pensava sobre ti, tenho certeza. Agora vai e lembra que você é o úncio homem nessa vida capaz de me fazer feliz”.

“Eu te amo meu pequeno. Fica com Deus meu anjo e dorme pensando em mim”. E foi exatamente o que eu fiz. Dormi pensando e sonhando com meu amor “Cláudio, eu te amo”.

Continua...(nos capítulos finais da saga Despedida de Solteiro).

Amados, resolvi postar esse capítulo especial por achar que o próximo será dedicado única e exclusivamente para Cristiano. Espero que gostem e não me levem a mal.

Se der tempo eu ainda posto hoje o capítulo 31, se não der, no máximo amanhã será postado. Beijos meus amores e não canso de agradecer pela perseverança na reta final!!!!

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
J42
01/05/2013 17:01:40
Adorei a história, e ri muito, nota 10.
25/04/2013 14:44:06
Ficou muito boa essa parte! Parece que estava vendo a situação acontecer, gostei demais! Parabéns!!! Abraços!
24/04/2013 14:01:24
A história do Mattos e Jojo é linda demais! A relação dele com o pai que o aceitou da forma como é, é emocionante!!!!
23/04/2013 23:37:00
Ah!! Muito bom esse capítulo bônus! Nota 10
23/04/2013 21:23:09
Amei. Essa família do jonas e uma graça. Continua logo. Amando o conto. Até o próximo
23/04/2013 20:20:20
Adoro sua forma de escrever ...
23/04/2013 20:04:38
Caramba que Familia fofa principalmente o pai do jôjô adoreii ele.
23/04/2013 19:19:14
Demais. Ansioso pelo próximo.
23/04/2013 18:29:20
perfeito
23/04/2013 18:20:10
Parece meu avô.. Obrigado Manu, vc me fez sorrir agora s2
23/04/2013 17:48:41
familia assim é dificil..como sempre amando....e esperando o capitulo 31...fiquei mega blaster feliz que vc vai postar hoje..aguardando....bjusss
23/04/2013 17:32:09
Verdade Vivi. Hoje mesmo eu posto o capítulo 31. beijos gata!!!!
23/04/2013 17:22:12
gente que pai é esse KKKK, ñ é a toa que o Jojó é esse encanto de pessoa.

Online porn video at mobile phone


xvideo ninazinha piquena olhando o pauotodiz pornoMulher auto e gosano gostosoMinha mulher adora reparar na piroca dos machosrelatos sexo chupando irmazinha 8 aninhos ate gozarxvidio com mocabiqexvidios novinho trasando com doryoutubebucetadxvideos com mulheres seios fragidoscontos eroticos gays o principe roludomiha putinha loira procura negao do pinto grandeenfiando um tronco na buceta sadoenteada flagra transa de adoria participarRelatos erotico curtinhos com detalhes sobre virgem penetrada a força violentamentetravestis dominadora fez homem casado virar mulherzinhaHistorias de incesto_porno e escondim uma camera e vim a putarinhaum homem totlmente nuporno negao engatano crentinha casadaescrava esculacho pondo no cu delaboquetes e bucetasconto.erotico com fotosjxvideofude.mania.noviacontos eroticos presos enrrabados na cela dei de mamar pra meu marido e pro meu cunhado amamentaçao adulta conto eroticoengolimos rebolando de fio dentalchuapadas entre elasmulherez gosando xvideoBoy n************ a b***** bem devagarzinho e acaba comendo ela peidando e olhando para tráscontos eiroticos leilapornRelatos eroticos selvagemcontos porno scat lesbicocontos como meu amigo comeu minha esposamulhe do bixao enchado e gosando muitocaipira pingueludoCasada apalpando amigo por baixo da .comesa porno 10odrakimor wattpadfazendo buceta sofrer com pau extraordinariamente grosso pornobigodinho do ritler videos pornoContos eroticos sapatao machaovideos porno para ver agora mae de 25 anos gostosa aproitar q a filha sai e esfrega mo genrosogra fazendo sexo selvagem com o gel da pica cabeçudaxvideos gay fui estuprado por que nao paguei as drogasxvideo decks ja jantar filho come a mãe e pai come a filiaempregada gostosa foi faxina e levantou o rabo do meu lado ou do rabo gostoso delaVisinhas taradas ousadas rekatos eriticos recentescontos eiroticos leilapornConto enteada com frio foi esquentar padrastro de camisolasexoirmá vai dormir con seu irmaocasadas no swuingxvideo.comconto erotico gay com padrasto velho coroa grisalhoSi.33/novinha só gosta de cassetao porno virge mentiu ter ido pra escola pra mae acabou comendo sua irmaCerto ou errado?meu irmao amado contos gays cap.08contos picantes de amor gaysconto erotico meu marido mi fei gosa nu pau dum cavalomeu sogro e um cavalo pornohttp://transei com homen que instala antena gay contos eroticos gayxvideoszuandoesposa regulou a xoxota o cara foi atras da cunhadamaes rabuda deu pro filhos e amigos de fio contosGulosa xsvidiochupando a bucetinha a força e mordendo muito tarado do canavialxvidio.novinhas do cuzinho apertado resebendo pika cabesudaconto erótico menina bebê pai e filha puta ninfeta gosta de mamar peituda casete tbmgta mulher anda pelada e fala voce enfia seu pinto na minha bucetaxxvideo vizinha veio estende roupacontos eroticos paniquete disse que o diretor fodia sua bundaconto erotico patricinha estupradaestupro esposa contos eroticoscontos eroticos de gravidez de gemeas com gravidezXVídeos Everton você aguentarContos pornos-fudi a mendigasibrinhas vatendo punheta pros tiios ate eles gosaremCunhado embebedo a peituda e meteu nela mulher crente dando o cu pra dois pedreiro pauzudovídeo pornô homem t***** possuído chupa b***** da mulher e filhos dele até virar uma chupetaque ver conto erotico imao es piano imao novinha peladacriola bumbum gg virgem primeiro anal com dotado gritaconto erotico meu irmão e meu tio me arrombaramVidios porno mae dilinho cuconto gay passiva pauzinho broxaascensorista pauzudocontos anal bate estacaPorno estupro irma vai dormir mas o irmao no colchão de arPorno contos maes lesbicas ensinam masturbacao as bem novinhas iniciacaovidos pra abaca irmao e irmanovia trazado e gozado dento delaconto viadinho descarado