O Caso do Acidente de Trânsito - Parte 1

Um conto erótico de OContadordeCasos
Categoria: Heterossexual
Data: 16/04/2013 05:36:34
Nota 10.00

Camila observou enquanto Marina se aproximava aos bamboleios, trazendo consigo duas garrafas de cerveja – Aí Mila, mais duas pra saideira, o bar já tá quase fechando. – As palavras saiam em meio à um dos mais belos sorrisos que Camila já vira.

É, também, já são quase 03:00, tá na hora de ir embora, né? – As garrafas esvaziaram-se em não mais do que 10 minutos. Um beijo na bochecha direita de Zé, o dono do bar, acompanhado de um pedido de desculpas, pareceu o suficiente para pagar a conta das bebidas consumidas. As duas saíram do botequim cambaleando, uma agarrada a outra. Camila, que é quase 15cm mais baixa que Marina, ficou encarregada de suportar o peso da amiga, que passou o braço sobre seus ombros. Ora, não se pode dizer que a diferença de altura era culpa da mais baixa, afinal, Marina tinha quase 1,85m.

Um quarteirão dali, entraram em um CrossFox vermelho, emprestado pelo pai de Camila e, foi a própria quem sentou no banco do motorista. – Pega um CD ai no porta-luvas pra mim Mari – disse ela, enquanto ligava o carro e engatava a marcha – Um com a capinha azul. – O som era animado, e as duas, que já estavam empolgadas com o efeito do álcool, animaram-se ainda mais. A cantoria em voz alta não acompanhava, nem de longe, o ritmo da música, mas isso não incomodou nenhuma das duas. As ruas estavam vazias devido ao horário. Depois de rodar por cerca de 5km, metade do caminho até o apartamento onde Mariana vivia, aconteceu o as autoridades policiais considerariam previsível. Sem ter muito controle das suas funções cognitivas, Camila acabou colidindo na traseira de um veículo que estava parado no sinal de um cruzamento. Apesar de ter sido uma batida de leve, já que Camila tinha visto o carro, apenas não havia calculado corretamente a distância necessária para frear, um homem desceu do carro da frente enfurecido. O carro era, pelo que lhes pareceu, um carro... bem chique. E o homem era bonito, apesar de baixo e muito magro. Poderiam dizer que ele era também elegante, se não fosse os palavrões que saiam a esmo de sua boca. Foi Mariana quem saiu do carro para tentar acalmar o homem – Calma moço, olha, não foi culpa nossa, e também, só arranhou, não dá nem pra perceber direito.

- Arranhou é o caralho! Amaçou essa porra toda, vocês vão ter que pagar essa merda. Vou ligar pra polícia agora! – Ele também parecia alcoolizado, e estava parecendo cada vez mais nervoso. Mariana olhava para dentro do CrossFox, como se solicitando ajuda de Camila, que ainda se mantinha no banco do motorista, inerte. Nem ao menos havia desatado o cinto de segurança.

- Vai ligar pra policia é? E o que que você acha que vai acontecer? To sentindo o seu bafo de cachaça daqui. – Replicou, tentando manter os ânimos tão calmos quanto possível. – Olha, a gente vai pagar, ta bom? Não precisa ficar gritando com a gente. Vou ali no carro pegar o dinheiro. Recebi meu salário hoje, te pago agora mesmo. – disse, caminhando para o carro enquanto respirava fundo.

- Camila, você sabe que você tá errada né? Você bateu na traseira do cara... é melhor a gente dar o dinheiro do concerto pra ele e ir embora. Se ele chamar a polícia, você vai perder a carteira. – A voz dela soava quase maternalmente. Uma mãe repreendendo a filha. – Alô, to falando com você, acorda amiga.

Camila continuou fitando o homem por mais alguns segundos antes de se dar conta de que a outra menina falava com ela – Sim, claro. Vamos dar o dinheiro pra ele... Eu to com identidade falsa, se a polícia aparecer aqui eu to perdida. – Ela saiu do carro, e se aproximou do homem, que esperava impaciente, com o celular na mão, como uma ameaça de discarEai, cadê a porra do dinheiro do concerto? – Marina tirou um envelope da bolsa. Era todo o dinheiro do salário do mês, e entregou ao homem. Ele abriu o envelope e contou as notas – Tá de sacanagem né? Você acha que isso aqui paga o concerto do meu carro? Isso aqui é um Porshe, sua retardada! – Ao gritar, algumas veias de sua testa e pescoço pareciam prestes a estourar, e sua cabeça tomara um tom avermelhado que o deixaria cômico, se não fosse a situação. Mas, o homem respirou fundo depois de mais meia dúzia de palavrões e continuou – Olha, me da o seu telefone, endereço e identidade, que eu entro em contato com vocês pra resolver essa merda. Eu tenho que ir embora logo.

- Mari, leva o cara lá no porta-luvas e mostra pra ele a conta de luz que tem lá pra ele ver o endereço. – pediu Camila, num tom que parecia calmo e ao mesmo tempo ameaçador. Mesmo sem entender o porquê de ser ela quem tinha que fazer aquilo, ela acompanhou o homem até o carro, abriu a porta e sentou no banco da frente para mexer no porta-luvas. Ela reparou que enquanto o homem esperava ao seu lado, em pé, fitava os seus seios sem parar por um segundo, sequer para piscar. Não é possível culpa-lo, ambas as meninas estavam na flor da idade, ambas com 17 anos. Inclusive, esse era o motivo da identidade falsa. As duas frequentavam a muito tempo a academia, e eram belíssimas de se admirar.

- Aqui, achei a conta de luz. Pode conferir o endereço aqui e ai você... – O susto que Camila tomou só não foi maior do que o do homem. Mariana havia se esgueirado por trás do sujeito e lhe aplicado um mata leão. O homem era mais baixo até mesmo que Mariana. O topo de sua cabeça ficava a altura do queixo da menina. Ela apertava muito, e com certa técnica, o homem não conseguia nem mesmo gritar. Apenas ouviam-se guinchados de dor e desespero saindo dele. Camila, mesmo não entendendo, agiu por instinto. Segurou os braços do homem, enquanto ele desfalecia. Tudo não durou mais do que dez segundos. Com o sujeito apagado, Camila disse entre arfadas de ar – Que que você fez, sua doida? Além de bater no carro do cara ainda bate nele?

- Ele ia ligar na minha casa porra! Que que você queria? Você esqueceu qual a minha idade? Você achou mesmo que meu pai tinha me emprestado a merda do carro? Ele tá viajando, ta achando que eu estou em casa, dormindo! O que que você queria que eu fizesse?! – disse entre berros, ainda tremendo pela adrenalina liberada com a situação.

- Merda, merda, merda, merda! O que que a gente vai fazer agora? Ele já viu a placa do carro, nossa cara, tudo! – O homem ainda estava escorado entre as duas, que o seguravam. – Ai meu deus... a gente não pode ir embora.

- Não tem outro jeito – respondeu Mariana. – Me ajuda a botar ele no porta-malas. A gente vai pro seu apartamento e resolve o que faz. – Apesar da situação, ela parecia mais calma agora. Sem muito esforço, pela estrutura física do rapaz, colocaram-no no porta-malas do CrossFox. – O carro dele está com a chave na ignição ainda, vai dirigindo até o seu prédio que eu vou atrás, não dá pra deixar o carro aqui.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
08/09/2013 17:26:38
Nya muito bom*-*
22/04/2013 16:42:52
Muito bom! nota 10

Online porn video at mobile phone


mim arroba com esse pau de borracha conto lespicoContos erotico nora novinha ouvindo a sogra chorando no picao do cunhsdox vidio pinto arregassano bucetaloiras do cu melozo cavalgando na pica grossa e grandeo que significa transamilaminha mulher ficou toda melada o buctao qndo viu pica ennorme do negao pistoludofilho fas mae aregacasada loira gaucha fode c pausudo que enche ela de porra e corno olhawww.contos eróticos meu paideixo eu fude minha mae.comXVídeos mulher barriguda metralhandobuceta gozano nepicaa gozano fortemulher mais griluda gordas wbbCachorro cumedor video zofilia pagecontos eronticos batedo uma quando a vizinha viuxvideos fudendo no parque da jaqueira em recifegostosa.traindo.o.marido.emcostado.no.muro.nox.videosTirei o himen da buceta da esposa do meu amigo sua buceta sangrou conto eroticoofereceu a filha pro caralhudo gigante xvideoscontos eroticos comendo a sobrinhaporno chupando a bucheta da minha padroa em baixo da mesa na sala de reuniõesmeu corno e muito otario vontos eroticosdescobri que meu namorado da o cu yahhoa policial gostoza sendo fodida aforsa pelo bandido pirocudo xxxxvidiosconto do pintinho do meu filhocontos eroticos sogra acaricia genro por baixo da mesa na hora do jantarxvidio servissocu manteigacontos de papai e as 2 filhas na praia de nudismoConto erotico fui cagar na moitaContos eroticos Gosto de pauzudo que mim esfole todaXVídeos cavalgando papai notado fininho fininhoestupro esposa contos eroticoscasa dos contos eroticos infidelidadecao gigante fica emgatado na buceta da nefinha que gene de tesaoPorno contos incesto familia prazer total qualquer idadelucie fodedeoContos eroticos de inseminaçãocontos de Dra medica com negao dotado de 25cmcasa dos contos gay Romance paimorena deitada para dormir nua e cansada mas seu caozinho nao deixa lanbe sua vagia e ela gstacache:9l6g7vPB4BsJ:zdorovsreda.ru/texto/201511412 contoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgevou te arregaçar vagabunda, grita vadia, tô te arrombando cadelatorao cabeçudo entrando xnnconto erotico o negao e a japinhaA buceta da minha mãe soniadoce nanda parte cinco contos eroticosirmalouca pra perdero cabaco pro irmartirei a camisinha e enchi a buceta da mulher.do meu amigoPutaria brasileira puta da a a fortãoso conto erótico corno humilhado pela esposa peituda no casamento delesporno novia nai aquetando 2 negrocontos so homens gemeos transandoVectra no pau de borracha bem grande na buceta no pau de borracha na bucetacontos eroticos nao aguentei e transei com a minha cadelacasaraoxvideosarrombando o cu da luzia contosxvideos tiramo o terzaooletania ela vendo sua boca esplodi de porra xxvideoporno esposa de short curtinha na cozinhadocenandaesposa gostosa de chorte cortinho seesfregando em outro machosabaixar vídeo de putaria de mulher fresca daquelas gostosas do cuzãoContos eróticos procurando aventura no clube de campocunhado comendo cunhada de mini saia fato realfudendo so o cu delazinhaContos de coroa casada gostando de ser humilhadaxvideos paacas.com.peloirinhas da minha região, estou doidinho para acabar com seu sufrimento sexualcontos porno scat lesbicocontos de podolatria chuléxvideo com os corno conformados vendo sus esposas sendo arrombadaschorou na dupla penetracao com amantes mega cacetudosleila peituda p...a porno parrama nininha sendo enconxadaassistir filmes pornos brasileiros homes com cabeca da pica esfolada e grande.morena anda na rua de vestido branco ai himen vai ate la e fode elatodos os vilões em um só corpo versus Goku com cabelo azul ninguém trisca nelemandei se levantar e se debruçar na pia da cozinha que eu iria enrabala contos eroticosse voce me desse essa buceta iamos nos divertir muito xvideosconto erotico trai meu noivo a noite toda na vespera do casanentocontos eiroticos leilapornxvideos.com madrasta tarda a sedia entiadocontos eróticos mamãe deixa o papai me comercavalonascontoscontoseroticos/comadre rabudarelatos de chuva douradaXxxvideo gozadas cinistras na novinhasDavizinho Davizinho perdendo a virgindadeconto gay meu irmão