A babá safada

Um conto erótico de anjinho
Categoria: Heterossexual
Data: 11/06/2013 13:01:15
Última revisão: 06/11/2014 00:01:45
Nota 9.54

Quando era bem novinho, vivia indo na casa de um amigo. Ele morava com a mãe que era separada do marido.

Como a mãe dele trabalhava o dia inteiro fora, nós ficávamos com a babá, a Julia. Ela era uma mulher de 25 anos, morena clara, cabelos lisos e pretos com luzes loiras. Tinha a boca pequena e linda, seios firmes, redondos e do tamanho ideal para segurar com as mãos. Mas o que chamava a atenção nela era a bunda. Era dona de uma senhora bunda, nem grande exagerado e nem media, era grande, redonda, firme e muito gostosa de se ver.

O Vitor, meu amigo, era branco, cabelos claros quase loiros e magro. Eu, bem... eu vocês podem conferir como sou nos outros contos meus... rsrs

A Julia sempre foi muito simpática comigo, às vezes ficávamos conversando por horas como se fôssemos velhos amigos. Ela gostava de usar shorts pequenos para trabalhar, e quando estava muito calor, usava camisetas folgadas o que proporcionava uma visão ampla de seus seios. Eu então, sempre estava por perto, ajudando-a a estender roupas (adorava quando ela se abaixava para pegar roupa no cesto, estando eu na frente vendo os seus seios ou atrás vendo aquela bundona), lavar a louça (ela sempre molhava a camiseta e ficava aparecendo os bicos do peito que eram marrons, grandes, bem formados e sempre duros e saltados) e até mesmo lavando o banheiro (ela sempre ficava de 4 para esfregar o chão e quando eu tinha muita sorte, ela me deixava esfregar também, podendo encostar a mão e o rosto naquele bundão), enfim, sempre a ajudei muito e sempre me matei na punheta pensando nela.

Um dia estávamos, eu e o Vitor no quarto conversando e falando o quanto a Julia era gostosa, o tanto que nos dois já havíamos nos matado pensando nela.

O Vitor falou que para dar uma encoxada nela, ele até estudava para a prova, e eu disse que para eu ter uma calcinha dela (me amarro em calcinhas rsrs) eu lavava a louça toda, com ela deitada vendo TV.

O Vitor então falou que se ela pegasse no pau dele, mesmo que rápido e por cima do shorts ele estendia as roupas, e aí fomos mais longe, dissemos que por uma chupeta dela, faríamos qualquer coisa que ela quisesse por um dia inteiro.

Maldita as nossas bocas. Julia estava no corredor, perto da janela que estava aberta, ouvindo tudo o que dizíamos. Ela então apareceu na janela e disse:

- Hummm, gostei da ideia! Vocês fariam tudo o que eu mandasse mesmo?

Na hora ficamos brancos da cor de leite, sem saber o que dizer, mas a safada sabia. Ela tirou a calcinha ali mesmo na janela (não podíamos ver porque só aparecia dos peitos para cima na janela) e jogou no meu colo então disse:

- Vamos anjinho, quero ir assistir TV enquanto você lava a louça. E você Vitor vem aqui que eu vou te deixar me encoxar e vou pegar no seu pau por cima do shorts para eu ficar o dia inteiro assistindo TV.

Nos não tínhamos reação, então ela sumiu da janela e apareceu no quarto dizendo:

- E então meninos? Não era isso que vocês queriam? Podem tirar suas picas para fora que eu vou pagar um boquete para os dois, mas depois vocês terão que fazer tudo o que eu mandar. feito?

Nos dois ficamos meio preocupados e achando que ela estava era com ironia e dando uma bronca em nos por estarmos pensando isso dela, mas como eu não morava lá e não tinha que ver ela todo o dia resolvi arriscar:

- Mas me diga Julia, por que você quer fazer isso? E nem adianta vir falar que e pelo dia de folga que nos sabemos que você gosta de trabalhar.

- Julia: -Não anjinho, não é pelo dia de folga, e sim, porque eu sempre tive vontade de fazer umas coisas e vocês vão fazer comigo! E anda logo e me dá essa sua rola, ou então eu desisto.

Nisso eu e o Vitor nos olhamos e curiosos perguntamos o que teríamos que fazer, mas ela não contou, disse que era surpresa, e que se quiséssemos era assim ou nada feito.

Topamos claro. Eu tirei o meu pau para fora e o Vitor também, ela se ajoelhou e começou a chupar o meu pau que ainda estava mole, por receio dela estar armando uma para nos, o do Vitor já saiu da cueca duro, acho que ele tinha mais vontade de fode-la do que eu.

Quando ela começou a passar a língua envolta da cabeça do meu pau, eu comecei a gostar da brincadeira, e fiquei com o pau duro. Ela pegou o do Vitor e comparou com o meu, o meu era maior e mais grosso, mas segundo ela, quem iria se dar melhor seria ele com o menor e mais fino.

Ela chupava com gosto os nossos paus, chegava a babar, de tanta vontade que estava de nos fazer gozar, ela engolia o meu pau todinho e ficava com ele la no funda da garganta, depois tirava ele da boca e fazia o mesmo com o do Vitor, em meio as chupadas ela me perguntou porque eu queria a calcinha dela, disse que eu colecionava calcinhas de mulheres gostosas e que gostava de cheira-las enquanto me masturbava, ela me pediu para cheirar a dela e dizer se tava boa.

Estava uma delicia, um cheirinho de bocetinha molhada querendo vara, parecia que ela andara ate gozando na calcinha, estava um cheiro forte de buceta que eu adoro.

O Vitor também cheirou, mas ele já não soube apreciar o aroma delicioso de uma fêmea como aquela. Ela continuou nos chupando, e tirou a camiseta que estava usando, e finalmente eu pode vislumbrar aqueles lindos melões sem nada atrapalhando, eles eram firmes, redondos e muito bicudos.

Eu pedi para chupar, ela disse que não fazia parte do trato, mas já que eu gostei do cheiro dela ela deixaria, o Vitor tentou protestar, mas ela o interrompeu e disse que ele também poderia chupa-la mas não os seios, e dizendo isso ela soltou as nossas rolas e tirou o shorts ficando nuazinha.

Ela tinha uma bucetinha linda, toda raspadinha, ela só deixava pelos nos lábios da boceta e um triuzinho na "testa" da xana, era vermelhinha e um pouco estufadinha formando um lindo capo de fusca.

A Julia se deitou na cama do Vitor de barriga para cima e de atravessado, de forma que ficou com os pés no chão, ela abriu as pernas e a gente pode ver o reguinho dela e o cuzinho, que era marronzinho e muito fechado.

Ela mandou eu cheirar mas sem tocar ou lamber a bocetinha dela, era um cheiro doce, como se fosse uma flor, mas não sei dizer qual, tinha também um cheiro que me fazia pirar, dava uma vontade enorme de agarrar e cair de boca, mas trato e trato.

Depois que eu cheirei ela me mandou subir na cama e chupar os peitos dela, enquanto o Vitor ia chupar a xana.

O Vitor não queria chupa-la, mas ela ameaçou parar tudo e se nós falássemos a alguém o que ela tinha feito ela iria dizer a mãe do Vitor que ele espiava ela no banho, fiquei surpreso, mas pelo visto era verdade rsrs.

Eu subi na cama e me fartei com aqueles peitões, chupei, mordi o biquinho, esfreguei o rosto, fiz ate espanhola com o meu rosto no meio, eu estava realmente me esbaldando com os peitões dela, ela gemia feito uma atriz pornô e mandava o Vitor chupar, ele já tinha perdido o nojo e estava chupando com gosto, dava para ver que ele passava a língua na boceta toda, e depois enfiava a língua bem lá dentro da xana dela, a Julia me mandou ficar por cima dela e ajudar o Vitor a chupar a sua rachinha.

Ela pôs o meu pau na boca formando um 69, e começou a se fartar na minha rola enquanto eu sugava o grelhinho dela e o Vitor enfiava a língua e lambia a boceta dela por inteiro, as vezes nossas línguas se tocavam mas eu não estava nem ai, o importante era que finalmente eu estava com aquela xana em minha boca, havia sonhado e me masturbado com aquilo por muito tempo para ter nojo de qualquer coisa que fosse.

- Julia: -Ai anjinho, que rola gostosa, continuem me chupando que se me fizerem gozar eu faço mais coisas gostosas para vocês.

-Vitor: -Eu também quero ser chupado, deixa eu trocar com o anjinho.

-Julia: -Então vem seu safadinho, põe essa rola na minha boca e me faz gozar bem gostoso.

Nós trocamos de posição, mas ao invés de chupar a boceta dela como o Vitor fazia, eu coloquei os pés dela no meu ombro e meti a língua no cuzinho dela, enquanto ia mexendo com o polegar no seu clitoris. Ela adorou a surpresa e começou a gemer mais alto, mesmo com o pau do Vitor na boca. As vezes ela tirava o pau dele da boca e dizia:

- Isso anjinho, enfia esse dedo em mim, vai seu filho de uma cadela, enfia essa lingua no meu cu que eu estou adorando. Vai seu merda, goza na minha boca que eu quero todo o seu leitinho. Aiii como vocês são gostosos, seus filhos da puta, aiii carai que língua..

E eu metendo a língua no rabo e massageando a sua xoxota, comecei a dar uns tapas nela, e o Vitor abriu as pernas dela e começou a chupar a xoxota dela inteira mesmo com o meu dedo nela, eu coloquei um dedo no rabinho dela e o Vitor dois na xaninha e mexemos até ela gozar umas duas vezes depois ela ficou de pé, e disse que estávamos de parabéns e que iria nos recompensar pelos gozos que teve.

Ela foi até a cozinha, passou mel na xana e no cu, e mandou que nos chupássemos. Julia ficou de pé com uma perna em uma cadeira, com eu e o Vitor de cada lado. Caímos de boca, eu na xoxota e ele no cu. A safada rebolava nas nossas caras, gemia feito uma biscate, ela segurava meus cabelos e forçava contra a sua boceta até que nós limpamos tudo.

Então ela jogou mel no pau do Vitor e ficou de quatro para chupa-lo. Eu comecei a esfregar o meu pau na racha dela querendo penetra-la, mas esperando ela pedir. A xana estava tão encharcada que com umas duas passadas do meu pau, já estava todo lambuzado.

Ela chupava o pau do Vitor gemendo, engolindo ele todinho depois tirava da boca e passava a língua por toda a extensão do pau dele, engolia a cabeça do pau, tornava a engoli-lo e lambia o saco dele.

- Julia: -Vai anjinho, mete essa sua rola dentro da minha xaninha, mata a sua vontade de foder a babá do seu amiguinho meu anjinho gostoso.

Eu parei com a rola na entrada da racha da Julia e esperei ela ir jogando o quadril para traz fazendo uma penetração lenta e prazerosa, a xana dela era quente e úmida, além de apertada, parecia que tinha sido feita sobre medida para o meu pau, ate que chegou na metade, onde faz a curva do meu pau que e torto para a esquerda, nessa hora parecia que eu estava abrindo caminho em meio aquela xana safada, era um sensação maravilhosa finalmente poder foder com aquela moreninha gostosa e sapeca.

O Vitor já não se segurava mais e estava a ponto de gozar quando a Julia parou de chupa-lo e ficou apenas sentindo o meu pau a fodendo todinha. ela gritava, xingava e rebolava em minha vara.

A Julia mandou eu tirar o pau de dentro e mandou o Vitor se sentar no sofá da sala, ela encaixou a boceta na rola dele e foi descendo com muito prazer, era lindo aquela cena, ver o meu amigo foder aquela gostosa era simplesmente demais.

Ela me mandou dar a rola para que ela chupasse enquanto o Vitor a fodia com bastante tesão era uma meteção só, aposto que da rua era possível ouvir o barulho das estocadas que o Vitor dava em sua xana.

Ela chupava o meu pau enquanto o Vitor que já estava fodendo a sua xana colocava o dedo no seu rabinho. Ela se assustou com o dedo no cu e mordeu de leve o meu pau eu sem querer soltei um tapa em sua cara, ai a safada gostou mesmo, me mandou bater mais, e começou a cavalgar no pau e no dedo do Vitor, ela virou de costas para ele sem tirar o pau de dentro e me mandou chupar a xana dela, eu tive um pouco de receio, mas ela me mandou ou iria parar de dar para nos.

Fazer o que? Cai de boca, metia a língua na xota dela mesmo, sem dó nem piedade, conforme eles iam fazendo o movimento de entra e sai a minha lingua começou a passar pela xana toda, ate que acabou entrando junto com o pau do Vitor para dentro da Julia, na hora me assustei, mas a sensação era tão boa que nem me importei de sem querer ter passado a lingua no pau do Vitor. Então a Julia mandou:

- Vou sair do pau dele anjinho e quero que você chupe a minha xana fodida pelo seu amigo.

Ela se desencaixou do pau dele fazendo até barulho como um saca rolhas, depois se deitou no sofá lambendo o pau do Vitor enquanto eu me pus entre suas pernas e comecei a chupa-la, mas dessa vez tinha um gosto diferente, era meio salgado, um pouco estranho, mas o que valia era a transa, então não poupei esforços e cai matando, chupando, lambendo e enfiando a língua.

- Julia: -Isso anjinho tarado, agora que você mostrou para mim que tá disposto a tudo para me foder eu quero que você sente-se aqui do meu lado e me beije.

Enquanto eu beijava ela senti uma mão no meu pau me punhetando, estava muito bom ela sabia como bater punheta, de repente senti uma boca chupando o meu pau, quando abri os meus olhos mal pude acreditar era o Vitor que estava me pagando um maravilhoso boquete, daqueles de primeira mesmo.

Ela vendo que eu deixei o Vitor me chupar ficou de pé no sofá e pôs a xana na minha cara e ficamos assim por um bom tempo.

O Vitor me chupando e eu chupando a xana da Julia ate ela gozar. Depois ela ficou de 4 no chão e mandou o Vitor meter o pau e gozar na xana e na bunda dela, quando ele gozou ele melecou ela inteira, foi jato dentro, em cima, na bunda, no cuzinho e nas costas da Julia.

Então ela mandou eu comer ela daquele jeito, toda suja de porra do meu amigo Vitor, mas eu não titubeei, meti a vara naquela xaninha toda lambuzada de porra, conforme eu ia metendo o meu pau dentro da xana ia escorrendo porra do Vitor dela, eu batia na bunda dela e ficava com a mão cheia de porra, o Vitor vendo eu foder a Julia ficou com o pau duro de novo e deu para ela chupar.

A Julia me xingava, urrava, gozava e eu metia, metia e metia. Eu estava um pouco confuso se o que estava fazendo estava certo, havia lambido uma rola, sido chupado por um amigo e comia uma mulher cheia de porra de outro, mas estava tudo tão gostoso que nem quiz saber de mais nada e gozei feito um touro nas costas da Julia ate que o Vitor pegou o meu pau e pôs na boca e eu terminei gozando em sua boca. A foda foi demais.

Mas ainda não acabou, pois o Vitor estava com o pau duro de novo, a Julia havia dado a xaninha tanto que já estava esfolada, e estava muito perto da mãe do Vitor chegar e nos pegar todos ali transando.

Deixo a continuação por conta de vocês leitores, mandem para mim o que vocês gostariam que acontecesse e não percam a continuação desse conto com as suas ideias nele.

Para os interessados eu ainda tenho contato com a Julia do conto e ela está com 29 anos (eu menti a idade dela no conto rsrs)

Bejinhos do vosso amigo anjinho (sou eu rsrs).

Desculpem os erros de escrita, eu escrevo pelo celular e não tem como corrigir (nem pelo corretor on-line).

Para quem quiser me enviar e-mail: [email protected]

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
17/12/2015 10:46:36
Bem safada essa babá. Além de usar o menino, ainda fez ele ajudar nas tarefas. Com certeza andava dando para o patrão também. Rss. Gostei do conto, querido. Já faz tempo que tu não publicas nada. Por onde andas? Eu estou com um novo relato. Se tiveres tempo, leia ele. Nota dez e beijocas.
09/05/2014 01:23:51
perfect seu conto0 tbm deixaria rolar quase tudo0 menos minha ligua num pau cê eh doidoo0 isoo0 pegou mal rs nota 10
20/08/2013 14:44:55
Adorei o seu conto, Anjinho. A falta de tabus, e a entrega a todos os prazeres faz de você um verdadeiro capetinha. Uma delícia de conto. Adoraria estar no lugar da tua babá.
17/08/2013 00:37:09
//isolandiwcwatches.top/whassup/texto/ A melhor obra que ja li esta nesse link. Foi escrito pelo Borghi e nao tenho palavras para descrever o quanto concordo com cada palavra que nele esta escrito!!! Peço que leiam e dem 10 porque essa obra merece e muiiiiito!!! anjinho (sou eu, rsrs)
A&M
15/08/2013 22:39:46
Nossa agora anjinho, deu até medo do meu marido comer a babá dos meus filhos, viu investigar, um conto excitante e bem escrito parabéns, e sobre a continuação, que tal a Julia da o anel pra vocês? Bj xauzinho
23/07/2013 18:44:51
Continua aí!!
16/07/2013 12:01:55
Otimo conto e o tema sempre excelente.
14/07/2013 04:33:36
Bah q pena q na minha época de babá nunca peguei dois ninfetinhos cheios de fome assim. Parabéns anjo
13/07/2013 22:44:47
Gostoso esse seu conto!
07/07/2013 17:00:50
Ja aconteceu parecido comigo, meu irmao e um amigo dele so que eu nao judiei tanto deles e nem chegamos a tranzar so ficamos nos masturbando e se tocando. muito bom vale um 10 concertesa. A continuaçao voce devia tranzar com a mae do vitor e a baba com o vitor so olhando. Nada contra, mas acho que nao pega bem ficar sendo chupado e tocado por outro homem. nota 10
07/07/2013 14:18:39
Nem tem tantos erros assim mas cada critico com as suas criticas :/ eu amei anjinho queria eu ter podido ser essa baba voce nao quer repetir a dose comigo? Eu passo melzinho tambem se voce quizer kkkk anjinho faz mais contos de bi? Queria de bi e de porra alem claro de grupal que ja te pedi e voce nao fez bjs meu lindao e passa meu numero para o Lucas que vou cuidar bem dele kkkk
22/06/2013 22:20:25
Muito bom anjinho
11/06/2013 21:03:09
Muito bom
11/06/2013 16:05:22
Bacana e mto interessante, quero saber como vai terminar.
11/06/2013 14:36:16
MUITO BOM... TEVE MUITA SORTE DIRIA... NOTA 10...
11/06/2013 14:24:55
o conto até que é legal, mas o português...
11/06/2013 13:58:42
Toma cuidado com o português, porque ficou horrível. Fora isso, eu definiria esse conto como interessante.

Online porn video at mobile phone


video porno casada chorte garupa motocomendo o cuzinho impinado da conhadaxvideos irma dormimdi de ladinho com seu irmaomistisinha alisando a bucetinha videobaxiha na suruba com mulecada no riucontos eroticos dei o cu na marra lua de melconto erotico huntergirls71contos eróticos meu chefe pauzudo arrombou minha linda noiva certinha cara de anjo na frentepregacao tema a mulher de suzemgozda de mjlher cue gorra lonjeconto erotico paga alugueljornalista77 contos eroticoxvideos/estavamos asistindo tv e minha sogra me chupouX video maê fas bogueticontos eróticos gaúcha solteiraNovas gozdas de travesrisconto erótico abuso gangbang gayxxxxxvideios minha irma doida lor pauzoofilia descuidei meu cão engatou na minha filhaxvideo gay menino batendo chutinho de cuecacavalo viou pau ate no urtero da novinhadando uma Coçadinha na língua do negão safado cachorrãofugio da aula para da buceda e leva gozada tendrobrincando tio tarado. contos eroticospornodoido mae muito encitada violado o seu filhomulher buceta apertada chora fudendo ç negro dotadocontos eroticos menininhas sapecasxvideo dificil pra vc lukaxxvideos mulatas sugadora de espermamicroempresa vídeo de pornô das coroas empregadasmeninos novínhos gays tomano banho de cueca bracaconto erótico irmã amamentandosoquei rola grossa na gravidanifetihha loira levado no cu amarada sei doContos eróticos- bem novinha é desvirginada e grita de dorfrutaporno trolhatirinha enfiar so a cabeça no cuzinho virgemx videos lavei o cu pro meu primoa saga de uma esposa que obedece marido ele pediu para eu dar e eu dei para um pausudo na frente deleputaria. propria para coroa intesa safada gosmenta na mansaomulheres de traficantes pegando poradaconto erotico gay o coroa do bloco de carnaval me comeucontos erotico mestre de obra.pausudpeu novinha colocou na sua buceta na portunha em pe e gozoucontos eroticos o carroceiro e as enteadasxvideo nivinha faz sexo ate arder a piriqutinhasexo gay preparar novinhos a perder o cabacocontos eroticos de motorista pirocudo de madamependi pra tranza com minha tiacontoseroticos.esposa qd se exita é puro tesão.dormindo de bruço acordando pro anal pornopornodoidogarrafasmeninas de beydoll nuacontos. depois do jogo fui tomar banho com meu irmao e so punhetaclimax contos eroticos abacinho rompido por um cavalotexto lindo pro namorado que patessa que foi eu que fizhistroria porno da mulhe que transa seu cachorobunda sendo invadida pela primeira vez gayporno fabiana e pisudosvídeos de arretando do Duquecontos eiroticos leilapornbucetadadani do voleiPadrasto de pau grade e grosso fundado a etiadaRemedio caseiro tirar mancha verilha butetabaixar vídeo pornô coroas esfregando na caixacorno nao gosegui arancar cabaco da esposa porgue apica e piguena mais amigo coseguicontoerotico eu,namorada, minha mae e tio jorgeporque os atores de porno ficam mais tempo enrijecidosconto eróticos ingravidei do meu irmão sou casada meu marido não sabe como gosei ne lewww.xvedeo so gozadaia mais gotosaPenis flacido castrar contosXVídeos real Carangola 1280