Dando um trato na doutora e na enfermeira

Um conto erótico de Fudedor
Categoria: Heterossexual
Data: 19/02/2016 15:40:53
Última revisão: 20/02/2016 12:13:40
Nota 7.50

Ola meu nome é Renato, e vim contar o que me aconteceu a uns dois meses, sou professor temporário em uma escola, mas com essas greves municipais eu já estava mais apertado do que tudo. Já era meu terceiro dia sentindo dores fortes no penis. Eu não tinha dinheiro para ir ao medico.

Pra quem não me conhece sou um moreno bem negão msm, com 1,86 de altura e com orgulho um caralho de 21 cm, e um pouco grosso também.

Então voltando a falar da minha dor no penis, eu estava sem dinheiro para uma consulta particular então resolvi ir ao uma unidade de saúde do bairro. Fiquei umas 4 horas esperando atendimento, tomei uma injeção que aliviou a dor e o medico me mandou para uma ala de exames. Troquei de roupa e fui para a maca, apenas com aqueles vestidos de hospitais, com a bunda toda de fora. Estou entretido no celular quando uma loira gostosa aparece. “senhor Renato Eduardo, vim fazer o exame.”

Eu ainda olhava seu corpo. – “como é esse exame?” Olhei para suas mãos que estava encaixando luvas no exato momento.

“toque senhor, não vai demorar uns dez minutos.”

Eu não estou morto ne, só de imaginar aquelas mãozinhas no meu cacete ele já acordou. Ela chegou perto, e me deitou na posição certa da cama, abrindo minhas pernas e ficando ao lado do meu corpo.

- há quanto tempo sente dores?

- alguns dias.

- você teve relação a pouco tempo

- na verdade não, estou sem tempo com as voltas aula que já deve ter quase um mês.

Ela levanto o vestido idiota e seus olhos esbugalharam e seu rosto ruborizou instantaneamente.

- ele não morde.

- é... hram, eu sei.

Ela pegou meu cacete, ainda meio mole, sem jeito. Suas mãos eram pequenas e eu comecei a sentir prazer, e fui crescendo rapidamente em suas mãos e ela não parou. Alisava, puxava a pele bem a baixo expondo toda a cabeça negra do meu cacete. Eu já soltava gemidos baixos quando a porta se abriu e uma senhora gordinha entrou. Quando viu a cena, assustou.

- Jesus, Maria e Jose, que isso Doutora Nanda.

- só um exame de toque.

- deveria ter me formado na sua area, tocar um pau desse, deve ser o paraíso.

- pode pegar também.

Falei ignorando a aparência da senhora. Estava com muito tesão com as mãos da loirinha gostosa. A senhora não exitou e empurro a doutora para o lado e pegou com gosto no meu caralho.

- o senhor é um cavalo

A doutora que estava calado olhando ficou sem reação. Com sua bunda gostosa para o meu lado, que aproveitei e peguei por baixo da calça entre suas pernas no meio da xota e puxei para trás. Ela deu um pulo mas não sai da minha mão. Sentei na cama. e forcei a cabeça da enfermeira para baixo. – me chupa anda.

Ela hesitou mas forcei ate roçar na boca da velha. A doutora ainda do meu lado só observava e puxei ela para perto e apertei seus peitos, dando beijos por cima do jaleco. Aquela velha não era a melhor em oral, mas dava para o gasto. Abri os botões da calça da doutora e enfiei minha mao direto, sem frescura, encontrando um xota com cabelinhos e encharcada. Estimulei eu clitóris e ela se apoiou em mim, então enfiei dois dedo em sua entrada, sem do nem piedade. Ela gemeu alto.

Eu já estava louco então empurrei a velha, e levantei. Deitei a doutora na cama e tirei sua calça, encontrando uma xota com pelo claros, e pequena, do jeito que gosto.

- olha só puta velha, você vai me chupar forte quero dar leitinho para você. E você cachorra nova vai gozar na minha boca.

Passei meu cacete na boca da loirinha e ela colocou a língua para fora, mas desci ate meu caralho passar bem em sua abertura fazendo ela gemer.

- ai delicia, vem gostoso vem.

Mas não, sai de cima dela e cai de boca naquela bucetinha deliciosa. Enfiando minha língua e tirando a lambendo ate o cuzinho.

- ah seu filha da puta, vou gozar.

Suas pernas se fecharam, me apertando contra ela e a chupei com mais força.

- goza putinha, goza no seu paciente.

E ela gozou. Aquilo me deixou mais duro ainda. virei para velha que me mamava com força e tocava uma sirica já sem roupa, me mostrando um bvirei para velha que me mamava com força e tocava uma sirica já sem roupa, me mostrando um bucetão grande e peludo. Não agüentei e peguei sua cabeça e comecei a bombear forte em sua boca e quando ela enfiou tudo para dentro não agüentei e gozei ate na sua garganta. Sentei no sofá, tentando ganhar forças. A loirinha ainda estava deitada, toda aberta e expondo sua buceta encharcada. Quando dei por mim, a velha estava no meu colo.

- calma ai tia

- calma ai não, achou que eu não iria gozar, anda enfia essa pica aqui e me fode cachorro.

Ela podia ser gorda e velha, mas tinha uma buceta, e eu sou homem, peguei sua bunda com uma mao e bati em sua cara.

- você tem idade para ser minha mãe, mas vai ser minha puta. Anda, pede caralho sua puta, pede. Eu vou te arrebentar.

Falei enquanto roçava meu pau em seu bucetão. Ela estava encharcada.

- vem meu macho, me fode inteira, me arregaça com esse pau de cavalo. Me fode gostoso vai.

Dei outro tapa forte na cara dela e puxei pela sua barriga redonda seu corpo para baixo. Que buceta quente, mas nem um pouco apertada, aquela velha já era acostumada a pau grande e por isso dei outro tapa em sua cara.

- puta sem vergonha que buceta abertinha eim, cachorra.

- aah delicia, mete vai com força.

Troquei nossas posições e penetrei com força nela, sem do nem piedade. Desci minha mao e soquei meu dedo em seu cu, que travou na hora. Empurrei de novo meu dedo e com força ele entrou. Ela urrou e seu corpo tremeu. Tirei meu pau de sua buceta e pincelei seu cuzinho.

- não, ai não. Eu nunca fiz. Doi.

- você pediu cachorra, agora vai agüentar ate o talo e relaxa esse cuzinho anda.

Levei meu pau na sua boca e ela chupou, mas rapidamente desci para seu cuzinho e forcei.

- ai você é grande.

Dei um tapa em sua cara e forcei entrando a cabeça do meu pau. Seus olhos estavam cheios de lagrima, tampei sua boca e enfiei o resto. Ela mordeu minha mao e bati novamente na sua cara. Comecei lentamente, mas depois de uns minutos ela começou a gemer e bombeii forte.

- ah puta do cu apertado. Velha tarada. Não queria meu pau, toma ele no seu cuzinho toda. Puta de rua.

- ai que negao caralhudo. Você esta me arregaçando.

Bombeie com mais força ainda , logo a puta gozou e depois de uns minutos tirei meu pau e gozei na sua cara, dando porra ate no seu cabelo. Cai no sofá ao lado e quando abri os olhos a doutora estava de pernas abertas se tocando. Gemendo baixo. Quando ia levantar bateram tres vezes na porta, nos assustando e fazendo a doutora e a enfermeira correrem para o banheiro. Era uma moça trazendo uma refeição. Ele olhou com uma cara assustada me vendo pelado no sofá, com o pau meia bomba mas não disse nada.

Logo as duas saíram do banheiro, nenhuma comentou e antes que a doutora saísse avisei que eu ainda ia dar um trato nela, mas esse deixa para o próximo.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
20/02/2016 08:41:13
mesmo um tanto confuso; me parece apenas uma história, um conto, mas não verdade... Ainda assim, gostei!

Online porn video at mobile phone


sexo sujo contodepiladora nao aguenta a buceta elastica a maomulhe caimo mapica gotoza vodio bamcahttp://zdorovsreda.ru/texto/200704573contos eiroticos leilapornporno vidio Avo cumendo aneitaaninha e meu tio cacetudo com foto e todos os contossPrima bisexual menage contos eroticoscontos eiroticos leilapornfugio da aula para da buceda e leva gozada tendroso garorinha pelainha n neEsculachada pote negrão casadoscontospprno xxx funde ate chora de dor na rola e disparameu conto erótico da Fiat Fiat toro vai comer elafiume porno.amulher chama vizinho pra conserata pia e entra n varacontos eroticos de senhoras peidadoautor,Vamp19-Contos Eroticoscontosmae e norahttp://porno contos eroticos meteu e gozou dentroai tio taduedomarido pintinho e cu gulosoadolecente loira abrinda xota gosada muitoconto matuto chipadorcontos eroticos gay.pitboyPonodoido dilação de xotacasa dos contos eróticos dei para meu filhoWwwxvideo escolhedo pelo buraco.comhino a novinha bem apertadinha uma velha segurando a virgindade delalargura saia curtinha de pornô pornô neguinha pornô mulherContos eroticos caguei no pau dando o cuzinhocontos de pai olhando no decote da filha peitudaxvideos novinha cabaço estrangulada pelo pai ainda dormindoPorno tio rancado o caba o da subrinha novinha inocente gozou no cuzinbo delaporno lubrificando o cu com manteiga e socando a mao infeira dentro delecontos eroticos passifico e menageNei+sei+como+cabeu+aquele+pinto+na+mia+buceta+conto+eroticoxisvedeo marido contrata um estrupado para come sua mulhecontos eroticos anal ensinando a pilotar motocontos eroticos homem com roupa femininacontos eiroticos leilapornesperma na cara cimaindo na pucanegra do.corpo violao e uma bunda gigante de fio dental socada na buceta gostosacadelas bucerudas fudendo no cioContos novinha cuzinho depósitover somete vidio alugaro uma mulher pra fude na chacar mais ela nao que da o cu comedoo cara e pauzudowww.pornodoido com festa de papai noel entregando presente.comconto erotico enquadradinho 2015beloto quando apostou o cumarido fica bebado em churrasco e esposa fode com outromulheres na rua com a sainha curtinha tirando a calcinha de dentro da bunda tirando com a Malu baby pela primeira vez e ele cem aguentar pidindo pra ela e ele sor para guando gozaxvideo amador brasileiros que caiu na net dando o cdelexvdioloirastroxudasXVídeos menina novinha g****** a gozadomais maior do mundovideo de japanesinha que quase morreuna pirocacontos gays de meninos passivinhos com machos maduros/dando meu cuzinho aos homens desde meninoConto erotico de shortinho para cunhadoconto esposa esta dando pra um pauzudo escondidocontos eroticos homens que vestem de mulherxvideos ciririca de calça flexnezinho novinho de pau durinho xvideosconto erótico- a pastoraContos fui estud fud mãe e filhatranzasaovivoapaixonado por dois brutamontes da faculdade 12Xxvideo cosquinha na cabecinhavideos caseiros itabiranas fudendo escondidoscontos de surubas inesperadas com esposacuspi n cuzinho d minha irmanzinha d oito anos e soquei meu pau contos eroticoso João pé de feijão pãozão o João ele é um feijãocontos de mulheres vacas que levam na cona e no cugossno nu cu fa mulecaDona de ,casa e o moleque ,contosconto flagrei meu marido dando o cu para o jardineiro i adorei verVai cobrar divida nao acha o corno so a mulher rabuda de camizolapornodoido uma esapadinha da festa brasileiraNovos contos de incesto gang bang forcadoincesto verdadeiro tabuminha cunhadinha irmã da minha mulher separou do Macho delaxvideos mãenao acreditonissoamamentando os meninos na praia contos eroticoquadradinho da crente inocente safada em conto eróticoscontos eroticos primeira vez depois de velhocasadoxvidios mulheres fundeno na ginástica Casadoscontos.com Lins55chuapadas entre elasPorno contos eróticos sexo entre irmaos romance final feliz o filho da minha madrastaContos eu e minha comadre desfilando de calcinha para nossos maridosvidio gay dando cu gostoso dormir estrupo hugowwwxxvideo novinha sabe fudermenininha nascendo os peitinhos só com a pontinha o irmão bem dotado tentando enfiar o pau não entrava XVídeosenrabada pelo negao contoscontos eroticos gay meu tio de vinte anos me comeu bebado quando eu tinha oito anosinara puta dando pro sogrowww.xvideos- gay novinho lindinho lourinho gozando com penis gigante.comxvideo a rola deleGustavo de carinha de anjosó de calcinha mostrando a coxa rebolando é denotandoCasa de Contos fodas a uma cadela pitbull da vizinhacontos.eroticos avo.peludo idoso bigodevi minha irma dormimdo pelada e fiquei com tesao nela