Minha ex era uma puta e não sabia - continuação

Um conto erótico de Edufera
Categoria: Heterossexual
Data: 30/05/2017 18:23:46
Nota 10.00

Continuando a história da minha ex-mulher, vou contar como me masturbei e gozei gostoso vendo ela ser fodida na garagem de casa.

Bom, eu provoquei a sua sensualidade e sexualidade até o ponto dela começar a se soltar de tal maneira que na cama queria ser uma puta submissa, fazendo tudo o que seus machos mandavam.

Morava em um sobrado em que o meu quarto dava de frente para a rua, então qualquer movimento de fora era possível escutar nitidamente e era madrugada de sábado, por volta de 4h - 4h30 da manhã quando um carro preto encostou na frente do portão de casa. Minha mulher saiu do carro vestindo uma blusinha branca, calça jeans e tênis. Percebi que tinha bebido bastante, pois mal conseguia andar. Do outro lado desceu um negro alto e forte, o tipo de homem que ela gosta.

Eles se beijaram em pé na frente da casa e o cara passava as mãos pelo corpo de Tati. Eu sentia um pouco de ciúmes, mas ao mesmo tesão em saber que outro macho fodia minha pequena. Tati tinha 1,60 m mais ou menos, mas só curtia macho alto e grande. Ela pegou o negrão pelas mãos e trouxe para dentro da garagem e eu desci para ver o que rolava. Nem acendi a luz da sala e encontrei uma posição por entre as cortinas para ver a garagem que tinha pouquíssima luz.

Consegui ver a Tati encostada no nosso carro com as calças e a calcinha arriadas até os joelhos, de frente para o negrão, beijando o cara enquanto ele metia a mão na boceta da minha mulher. Ela gemia ofegante e após um tempo começou a falar com seu macho: "Me fode... fode minha boceta..." e dizia outras palavras safadas. Tati se virou de costas para o negrão e arrebitou sua bunda gostosa, implorando rola. Levou um tapa forte na bunda e gemia pedindo: "Isso tarado... me bate... bate na sua puta... quero apanhar..."

Não deu para ver direito, mas o cara tinha uma rola enorme e grossa eu enfiou de uma vez dentro da boceta da Tati. Ela gemeu: "Ai caralho... isso... que pau enorme... me arregaça caralho..." Eu comecei a me masturbar com as estocadas fortes que o negrão dava na boceta de Tati. Ela apanhava forte na bunda e dava dó das palmadas. A bundinha branca da minha mulher ficou roxa de tanto apanhar.

A essa altura, as calças de Tati estavam nos calcanhares. O negrão se aproximou de Tati e disse algo em seu ouvido. Tirou o pau de sua boceta. Percebi que ela protestou e se virou de frente para ele. "Não! Você é louco... olha o tamanho dessa rola... Não vai enfiar na minha bunda..." Mas, acabou levando um tapa na cara e mesmo protestando, mais fraquinha que o negrão, acabou sendo empurrada novamente sob o capô do carro com a bunda empinada. "Isso... empina a bunda sua puta... vou foder teu cu... vou te arrombar vadia... você vai tomar no cu puta safada..." dizia o negrão dando tapas na bunda e na cara da minha mulher, que para minha surpresa pedia mais. "Isso me bate... bate na sua puta... mostra que você é macho... me bate." Eu me excitei ao ver que minha mulher fazia mesmo o papel de uma vadia safada e eu me masturbava muito excitado.

Ele cuspiu no cu da minha mulher, melou o pau em sua boceta e forçou o pauzão no cu de Tati que reclamava bastante: "Ai... Ai... tá doendo... tira... tira essa porra de mim... tá doendo caralho... tira seu fdp..." Mas o negrão não estava nem aí para suas reclamações e continuava forçando o pau dentro do cu da Tati. Mais forte e maior, ele a segurava pelo quadril e acabou a puxando pra trás com força jogando seu corpo contra o de Tati. "Aiiiiiiiii... dói caralho... seu fdp... tá me arrombando... que dor..." urrou Tati xingando seu macho que deixou o pau dentro daquele cu apertado por um tempo. "Cala a boca vadia... é pra foder mesmo... chora mesmo sua vagabunda... vou acabar com teu cu... hoje você não caga sua vadia... cala a boca e rebola..."

Aos poucos Tati se acostumou com aquela aberração de pau no seu cu e rebolava gemendo. O negrão a puxava pelos cabelos e metia mais forte. Eu me segurava para não gozar. Queria curtir aquela putaria. "Isso... vem... entra em mim... me fode... fode meu cu meu negão..." Minha mulher gemia na rola do negrão e conseguiu engolir cada centímetro do seu pau. Ele metia com força segurando pela quadril e às vezes puxava pelos cabelos, batia na bunda. Finalmente ele gozou. Encheu o cu da Tati de porra e ficou dentro dela até sentir o pau amolecer. Tirou do cu e colocou na boca de Tati. Fez ela lamber e batia no rosto dela com o pau chamando minha mulher de puta. Eles se beijaram e o negrão foi embora.

Quando Tati entrou em casa cambaleante, as calças abertas e mal vestidas, tomou um susto ao me ver e perguntou seu tinha visto. Ela me pediu desculpas e eu a beijei, Mandei se calar e se acalmar. Estava toda marcada de tanto apanhar, bêbada, fodida e feliz. Fiz ela abaixar as calças e calcinha para me mostrar o cu arrombado. E estava mesmo arrombado, cheio de porra que ainda escorria de dentro dela. "Ai amor, não mexe... tá doendo pra caralho..."

Joguei ela no sofá: "Cala a boca sua puta... você n]ao presta... tá reclamando mas gostou da rola do negão... vagabunda..." eu dizia. "Que foi amor... para... que você vai fazer..."

Abri as pernas de Tati, bêbada cedeu fácil. Meti de uma vez em uma só estocada. "Ai amor... para... para..." Não dei atenção e continuei metendo forte: "Toma vadia... vagabunda... você gosta de rola... toma sua puta... piranha..."

Gozei na boceta da minha mulher e a beijei. Naquele dia gozei até rápido, mas acho que tanto segurar, gozei muito, encharquei aquela boceta arrombada. Delícia de puta era Tati. Ajudei ela vestir a calcinha e tirei suas calças e o resto das roupas. Peguei ela no colo e a levei para o quarto. Pediu para eu dormir de conchinha com ela. E assim ela adormeceu comigo, a calcinha, o cu e a boceta cheia de porra. Falei no seu ouvido: "Você é uma vagabunda." no que ela respondei: "bem que você não larga essa vagabunda." Rimos e dormimos. Dia seguinte, apesar de toda esfolada Tati ainda conseguiu me dar gostoso.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
13/06/2017 09:12:16
Delicia de contos!!! Sem palavras pra descrever o tesão que estou sentido! Essa tua ex deve ser muito gostosa. Que vontade de dar uma com ela... Se puder, Edu, leia o meu tb. Abs.
31/05/2017 17:41:31
Quero uma esposa vagabunda assim pra mim!!!

Online porn video at mobile phone


wwwxvideo,porno grates a mulher e emcaixada na frentes do maridoestrupador confessando yotubemeu genro me fodeu avelhinha mas em gra çada de zendo que era so cu no seu vestido dela kknovinha lindas de chortinho curtinho com cachorro metendo muitoconto erotico huntergirls71contos gays de incesto cnn-maduro comendo menino afeminadox videos de vaginade morcinha despropocional lindamundobicha.historia de matuto brasileiroespiano novinha banho xvdiocontis eroticos incesto faxina em familiaXVídeos padrasto batendo p****** sendo assim sendo trocados pela bocaadoro andar na rua c a cicinha enfiada rebolando contowww.conto estorico de geyesposa trai o esposo na fantasia c mulato de 1:90sobrinha ainda sem peitinho 13 contogozando dentro da buceta das lindonas nas baladasxvideo bricando park mao boba a quaticocontos eróticos gay fui transformado em putinha e fizeram dupla penetração no meu cuzinho e me arrombaramcontos eroticos rapidinha com sobrinhoContos eu e mamae somos putas do pai e amigos delecontos sofia cobre a sandrine pra mim papaittraveco falano vougosa na punhetaconto curra virgemCONTO CHEIRANDO CALCIcontos de coroas iperdotados comendo comadres e afilhadasconto erótico tesao em raxinhas minúsculasJoce boqueteirosafadinha de short jeans agasalhou pau do negao na bocaNegrinho do cabelo ruim bem pretinha metendo muito com muito fogo na periquita no pornô brasileiroCaíque levando rola no cúouvir contos eroticos narrados de gueis tranzando loucosnovinha gozougostozofavelada com ancas larga sendo fudidacasada traindo conto erotico#contos eroticos pintinhoCasada amigo do.meu marido ceueu cuzinho contosxvideos gay dando pro bebinho novinho da ruaminha esposa transando com meu amigo na barraca de campingxvideos shantageou a irmã,gostosaXVídeos o cano locando deslocando e o cano de novo o cu da magrinhacontos eróticos cantada na rua não resisti e traíhttp://www.bookess.com/read/15804-coletanea-ele-ele-primeiras-vezes/ Comentáriosdando a bucetinha para o senhorzinho da mercearia contos eroticoscontos namorada com amigo no churasconsesto edtrupou a mae q estava no celular samba pornocontos eróticos da esposa anda na casa de quatro como cadelazais pio putaXVídeos loirinha Madame a Patroa e a Fazendeira conjunto E vai transarXvideos gracissevideos de sexo lesbicas brasileiras gemendo alto " ela passou a lingua no meu cu "xvideos.com titiapedindo para eu fuder o cu delacontos de mulheres vacas que levam no cu e na conaBarra do negão comendo a mulher chupando o pau do negão vomitando 2011delegada indo pega sua prisioneira pornodoidocontos eroticos de corno manso no pagode com negrosqual bumbum mais Bate Cabelo morena branquinha loirinha novinha com a bunda bate a bunda pulaporno medico da nestesia pra mulher e ela dorm e ele faz oqie qyiser com elacontos eróticos sobre cunhadabucetudabatendo punheta no fundo de caucinhaPiruzao de cavalo jumquero vídeo XVídeos as magrinha galeguinha novinha de sainha afogada mostrando os lado da periquitaContos eróticos mãe amamentação xx video madrata ponheteira na madrugadaPatricinha transando com pm parte 2 contos erotivosabusada no cinemaasisti filme de porno de graca e sem se escreververcontos eroticos cu apertado.da maepolicial corrupto usa a farda para conseguir mulheres parte 2contos eroticos adoro um negao e uso soh fio dentalxpornonegaonovinha so de minicasia