Fodida em família, um adeus para toda a minha pureza Parte 2

Um conto erótico de mellS2
Categoria: Grupal
Data: 25/02/2018 12:58:23
Última revisão: 25/02/2018 13:00:43
Nota 8.00

Oi amores, essa é a continuação do meu conto, por favor leiam antes a parte 1.

No dia seguinte a aquela noite eu me sentia diferente, veio uma certa dúvida e confusão por eu ter perdido minha virgindade logo com meu primo, mas não me arrependi, na verdade meu desejo floresceu novamente assim que vi Pedro, toda vez ele me cumprimentava com um selinho e sua mão atrevida acariciava com vontade minha bunda. Nós ficamos nos pegando daquele jeito por mais de uma semana, todas as noites ele ia para meu quarto me aprofundar cada vez melhor nas delícias do sexo.

Na faculdade corria tudo ótimo, minha mãe me ligava todos os dias perguntando como iam as coisas, eu sempre respondia que estava adorando tudo e que na casa da minha tia eu tinha paz para poder estudar tranquilamente, nem em outra vida ela poderia imaginar tudo que estava acontecendo naquele lugar.

Não demorou e eu já conversava abertamente com minha tia sobre Pedro e tudo que estava acontecendo entre a gente, ela nem demonstrou surpresa, na verdade era óbvio que já sabia, mas falar daquilo foi a abertura para que falássemos sobre algo ainda mais proibido.

Ficou claro que ela e titio também tinham planos pra mim, para nos “divertirmos” juntos, e eu até imaginava que diversão eles queriam. Depois de alguns dias, num sábado à noite havia chegado a hora, Pedro não estava em casa e minha tia após o jantar me chamou para sentar com ela e Marcos no sofá, fiquei no meio dos dois e em pouco tempo surgiram os primeiros assuntos sobre o que eu andava fazendo com meu primo aqueles dias.

A partir daí começamos a conversar assuntos sexuais, e começou pra valer mesmo, apesar de eu já ter transado várias vezes com Pedro, aquelas histórias que titio e titia foram me contando me deixaram muito tímida, eles falando sobre casas de swing, ménage, orgias que já participaram, quem olhasse de fora jamais poderia imaginar o que aquele casal havia feito entre quatro paredes.

Eu me mostrava espantada e curiosa ao mesmo tempo, não demorou e senti a mão da minha tia repousando sobre minha coxa direita, foi aí que perguntei se ela achava que eu me sairia bem participando de todas aquelas “aventuras” também, na hora sua mão apertou mais forte minha perna e ela foi dizendo que eu linda do jeito que era, seria o centro das atenções em qualquer lugar.

Nesse dia eu estava vestindo apenas um shortinho de algodão e uma blusinha na altura do umbigo, ela chegou perto do meu ouvido e perguntou se eu queria ser sua nova aluna, que ela me ensinaria tudo das delicias da vida, eu sabia que na verdade ela queria dizer que desejava uma nova putinha na casa, mas quem era eu pra recusar, além de que eu estava doidinha pra experimentar tudo aquilo.

Eu mal disse que ia adorar que ela me ensinasse tudo e já senti a mão do meu tio roçando na minha outra coxa, os dois chegaram ainda mais juntinho de mim, senti a respiração de titio no meu ouvido e um arrepio gostoso me fez encolher no sofá, foi aí que minha tia começou a beijar meu pescoço de uma forma tão tesuda que pude sentir a umidade brotar dentro de mim.

Ela veio e me deu um beijo, pela primeira vez eu beijava outra mulher, justamente minha tia, seu jeito carinhoso ao me beijar me amoleceu rapidinho, posso inclusive dizer que graças a ela meus olhos abriram para a delícia que é ficar com outra mulher, quem sabe algum outro dia conto como foram minhas futuras aventuras com garotas.

Voltando a aquele momento de nós três no sofá, aquelas mãos pouco a pouco foram explorando meu corpo, meu tio era mais agressivo, seus dedos roçavam minha pele com força, me apertavam ao mesmo tempo que sua boca beijava e mordia meu pescoço, já minha tia gostava de estimular as sensações, beijos molhados, seus lábios deslizavam deliciosamente sobre minha pele de um jeito me fazia ficar toda entregue.

Eu estava sem sutiã por debaixo da blusinha, de súbito senti os dentes do titio segurando o biquinho do meu peito por cima do tecido mesmo, me encolhi e soltei um gemidinho, foi aí que minha tia olhou pra ele e disse que era pra ir mais devagar que meu corpo era muito sensível, senti então a boca dela começando a sugar o outro mamilo também por cima da blusinha.

Um calor percorreu meu corpo, num biquinho ela sugando e no outro ele mordendo, aquilo era para acabar comigo, gemi, me curvei para trás no sofá e deixei que fizessem o que queriam, foi aí que minha tia arrancou de vez minha blusinha, me deu um longo beijo na boca e desceu novamente para meu peitinho, sugadas barulhentas, mordiscadas, lambidas, tudo fazia meu tesão aumentar cada vez mais.

Fomos nos pegando daquela maneira, nos esfregando, me colocaram de pé no meio deles, titia me beijava por frente e titio me agarrava por trás, percebi o que me aguardava quanto titia perguntou se ele não achava que meu corpinho esbanjava a pureza de um anjo, foi aí que titio respondeu que quanto mais pura é mais delicioso de corromper, aquele tom sádico que falavam sobre mim as vezes me dava a sensação de eu estar sendo usada, só que me dava mais tesão ainda ouvir aquelas coisas saindo da boca deles.

Resolvi mostrar que eu não tinha mais inibições, levei a mão sobre a calça do meu tio e comecei a esfregar os dedos naquele volume que se formava, ele me apertou ainda mais forte e sussurrando no meu ouvido me chamou de delícia de sobrinha, quanto mais eu esfregava com força e apertava aquele cacete mais ele me mordia e respirava forte, eu estava adorando ter aquele homem em minhas mãos daquele jeito.

Titio pegou minha mão e guiou para dentro de sua calça, fui sentindo entre meus dedos o membro que me aguardava, assim que comecei a esfregar com mais intensidade aquele cacete, minha tia me agarrou insinuando que eu estava doidinha pra levar pica, nos sentamos novamente no sofá, uma mão atrevida veio, afastou meu shortinho para o lado e começou a me masturbar, era minha tia me levando a loucura, seus dedos logo se lambuzaram no melzinho que brotava da minha xoxotinha, aquela safada tirou a mão e levou até a boca do titio pra ele experimentar o sabor da sobrinha, o jeito pervertido que ambos conversavam ao fazer aquilo me deixava ainda mais perdida de desejo.

Titio chupou aqueles dedos molhados de uma forma tão intensa que até tremi imaginando o que aquela boca poderia fazer comigo, foi aí que minha tia voltou a mão entre minhas pernas, lambuzou os dedos e chupou também, logo em seguida nós três nos beijamos bem gostoso.

Titio me puxou sobre seu colo, sentei de costas pra ele, suas mãos agarraram minha cintura e na hora senti seu cacete pulsando debaixo de mim, suas mãos apertavam meus peitos, desciam por minha barriga, sob o short, roçavam nas minhas pernas, eu me deliciava com as sensações daquele homem explorando meu corpo daquela maneira. Foi aí que minha tia veio de frente, me deu um beijo e foi descendo até minhas coxas, beijou meus pesinhos e voltou subindo até próximo ao meu short, aquela vadia mordiscava a parte de dentro da minha coxa enquanto meu tio massageava meus seios e mordia minha nuca.

Eu gemia de tesão, me contorcia respirando fundo, nesse momento meu tio me levantou no colo e fomos para o quarto, lá ele me jogou na cama e minha tia finalmente arrancou meu shortinho, enquanto ela subia beijando minhas coxas, titio beijava meu pescoço até que de súbito titia veio com aquela boca quente e molhada na minha xoxotinha, fui nas nuvens, a língua de dela subia e descia, me invadia, torturava meu grelinho, seus lábios davam cada chupada gostosa, aqueles dedos atrevidos me penetrando, a safada ainda brincava com a ponta do dedo no meu cuzinho, socava e tirava devagar enquanto me chupava, não resisti e gozei gostoso, tremi e gritei enquanto titio segurava meus braços e mantinha a boca quase colada na minha.

Depois daqueles olhares tarados me vendo gozar, o que veio a seguir foram as reais lições que me tornaram uma putinha, os dois tiraram as roupas e minha tia disse que era hora de eu aprender a como chupar um pau de verdade, com titio de pé, nós duas nos ajoelhamos de frente para aquele cacetão e ela começou a me guiar.

Primeiro ela me mandou esfregar aquele membro no meu rosto, logo em seguida fui dando beijinhos enquanto via aquela cabeçona roxa babando um líquido transparente, lambi cada gotinha, senti que não tinha gosto, mas titio parecia estar adorando me ver fazer aquilo, foi aí que titia me guiou para abocanhar a cabeça, ao mesmo tempo dizia que era pra eu olhar nos olhos do titio enquanto fazia aquilo.

Ela revezava comigo as chupadas me ensinando como fazer direitinho, me fez chupar as bolas, me dizia que quanto mais babado ficasse o cacete era mais gostoso, enquanto isso aquele membro entrava cada vez mais fundo em minha boca, eu percebia no jeito do titio que a vontade dele era estocar sem dó até minha garganta, mas ele ia deixando ser devagarinho pra não me assustar.

Quando ele forçou ainda mais e aquele membro chegou na minha garganta senti ânsia de vomito, minha baba escorria enquanto ele segurava minha cabeça naquela posição, ao mesmo tempo titia me elogiava dizendo que era daquele jeito mesmo que uma putinha tratava um cacete.

Ainda chupei por um bom tempo até que titia me disse que era a vez de eu aprender a dar prazer a uma mulher, ela se deitou com as pernas abertas, titio me guiou até sua buceta e me deu as primeiras dicas de como ela gostava de ser chupada.

Senti um sabor salgado e alcalino quando comecei a lamber aquela buceta toda molhada, os grandes lábios brilhavam com aquele mel escorrendo, pouco a pouco fui lambendo, passando a língua toda, beijando do jeito que ela me pedia, foi aí que me dediquei naquele grelo inchado, titia gemia gostoso, agarrava meus cabelos me fazendo esfregar o rosto entre suas pernas, ao mesmo tempo que dizia que tinha a melhor sobrinha do mundo, me chamava de putinha, todo aquele clima de putaria me enlouquecia cada vez mais.

Eu estava aprendendo direitinho como chupar uma buceta, foi aí que o tarado do meu tio veio para me enlouquecer de vez, enquanto eu chupava minha tia, ele chegou por trás de mim, levantou um pouco minha bunda e começou a beijá-la, senti uma cuspida no meu reguinho e aquela língua tintilando no meu cuzinho, de começo fez cócegas e depois um arrepio fez minhas pernas amolecerem, involuntariamente tentei me afastar, mas ele me agarrou e começou a chupar mais forte ainda, minha tia me olhou e disse pra eu relaxar que ia adorar ter o anelzinho sugado, rapidamente ela apertou meu rosto contra sua buceta e ao mesmo tempo eu sentia meu anelzinho piscando com a língua frenética do titio tentando me invadir.

Eu estava doidinha de tesão com aquilo tudo, num ponto que não aguentava mais de vontade de ser fodida, olhei para meu tio e com carinha de piedade pedi que ele me comesse de verdade, nesse momento os dois me olharam e disseram que eu estava aprendendo direitinho como uma boa putinha deve ser.

Aquele cacete veio com tudo, foi penetrando minha bucetinha, me abrindo, invadindo e me preenchendo toda, eu tremi, gemi, gritei de tesão, segurando minha cintura ele começou a bombar com tudo, ao mesmo tempo titia continuava me fazendo chupar sua buceta, era impossível me concentrar nela com aquelas estocadas indo fundo dentro de mim, uma delícia incomparável.

Trocamos de posição, titio deitou na cama e me fez sentar sobre ele, minha tia foi então sobre seu rosto e enquanto esfregava a buceta sobre seu rosto, me puxava para um longo beijo, eu meio desajeitada me movimentava sobre aquele pau, foi ai que titia disse que ia me guiar do jeito que titio gostava.

Ela foi por trás de mim, agarrou minha bunda e começou a dar o ritmo nas sentadas, pouco a pouco foi acelerando de um jeito que fazia minha bucetinha pulsar de prazer com aquele cacete entrando e saindo, eu gemi como nunca, ainda mais quando sua outra mão foi até meu grelinho me masturbando.

Não aguentei e gozei novamente, contrações percorreram meu ventre, comecei a tremer, aquele cacete escapou de dentro de mim enquanto minhas pernas se fechavam, eu gemia ouvindo titia dizendo que meu corpinho lindo tinha sido especialmente feito pra gozar daquela maneira, ela então chupou o cacete melado do titio e disse que estava uma delícia o sabor da nossa foda, ela foi e me beijou bem gostoso depois.

Titia em seguida ficou de quatro esperando o cacete também, mas antes disso abriu uma gaveta cheia de acessórios eróticos, tirou um vibrador e um plug fininho, enquanto titio massageava sua buceta ela me fez deitar de pernas abertas na sua frente.

Ela veio com o vibrador entre minhas pernas, ao sentir aquela vibração intensa encostar no meu grelinho uma onda de tesão percorreu meu corpo novamente, ela foi roçando aquele objeto na minha bucetinha e não demorou pra começar a soca-lo dentro de mim, fiquei doidinha com o jeito que ela metia e me masturbava ao mesmo tempo, aqueles loucos iam me fazer desmaiar de tanto gozar.

Foi aí que senti titia indo mais além ainda, ela chupou o plug fininho e começou a roçar ele no meu cuzinho, meu anelzinho piscava com aquele objeto tentando me invadir, não demorou e senti ele dentro de mim, aquela doida já tinha enterrado tudo, ela começou a girá-lo, puxar pra um lado e pro outro, tirar e socava novamente, era uma sensação diferente, inquietante, mas justamente isso que dava ainda mais prazer, sem contar aquele vibrador torturando minha xoxotinha.

Como o plug era fininho, não senti nenhuma dor, eu apenas sentia pequenos movimento dentro de mim, até que começou o vai e vem, aquele objeto entrando e saindo fazia minhas preguinhas piscarem, ao mesmo tempo minha tia me mandava deixar o cuzinho relaxado para entrar mais gostoso, gemi, tremi, me arrepiei toda, me contorci sobre a cama embriagada naquelas sensações.

Meu tio apenas me olhava sendo violada daquela maneira enquanto socava na xota da titia, aquele tarado me observava de um jeito pervertido indescritível, parecia estar adorando me ver desesperada de tesão com aquele plug mexendo dentro do meu cuzinho junto daquele vibrador na minha buceta, o pior é que eu estava doidinha mesmo, não dava pra esconder dele o meu estado de excitação.

Foi aí que ele começou a urrar mais, titia me disse que era hora de eu experimentar o leitinho do titio, que já estava quase gozando pela primeira vez, e nem sequer deu tempo dela me posicionar, aquele cacete saiu de dentro dela cuspindo jatos de porra, espirrou sobre a cama, nas costas dela, na minha barriga, foi então que titia guiou minha boca até aquele pau para experimentar o restinho que ainda jorrava.

O sabor não era tão forte como a porra do meu primo, mas mesmo assim fui pra cuspir, só que titia tapou minha boca dizendo que não, que eu tinha que aprender a engolir desde a primeira vez, para que logo estivesse adorando o sabor. Como boa menina, fechei os olhos e engoli, confesso que achei bem nojento engolir daquela maneira, mas como ela disse, não demorou para eu me acostumar, ou mesmo salivar para ter uma porra bem quentinha para me saciar.

Naquele mesmo momento fomos para o banho e continuamos para uma segunda rodada com titio, mas aquela tinha sido só a primeira, das muitas sacanagens que fizemos nos quatro anos que morei naquela casa, orgias, sadomasoquismo, submissão e o que a imaginação deles permitiu. Um calor até percorre meu corpo quando lembro, nunca mais fui a mesma depois de ter toda minha pureza tragada por aqueles pecados deliciosos que eles me mostraram com muito prazer.

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
04/06/2018 20:23:59
Muito bom
27/02/2018 23:16:25
Maravilhoso!!!
26/02/2018 15:32:16
Conta mais. Vai levar um dez

Online porn video at mobile phone


n********* tomando esculacho de pica brutamonte da tardequero ver vidio de homen caralhudo se depilando o sacoprono medico tira vigidade ñovihaSogras atraidas pelos genroscontos eróticos com minha irmanzinhaminha prima nechupando gostoso"Pq minha xota arde depois que eu fodo até o talo?"XVídeos mulher tomando banho dentro do banheiro e o b****** pego tomando desgraçadacontos eroticos "tinha um pau"xvideos.irmao.meteno.o.pauzao.na.irma.arregassanosanporno irma louca pra da o cu pro irmao provoca ele ate ele come cu delaporrnodoido segurançaquero ver uma b***** maior gostinho de mulher da bunda grande coxudatravrsti chupano apica docara atrais do balcao sem nigem pecebereu nunca eu tinha fundido a buceta da minha esposa ela mestruada minha esposa tava mestruada eu comecei a chupar sua buceta mestruada ela gozo na minha boca ela chupou meu pau eu comecei a fuder sua buceta mestruada eu gozei dentro da buceta dela conto eróticoencoxando para todos os ladoscontos eroticos casadas arrombadas por pauzudos super grossos e 25 cmTirando uma lasquinha do cuzinho da minha filhacasa dos contos esposas pagando a divida dos cornos enroladosfotos de mulheres com camksinhas nas bucetasengatou no cu doamivvideo de sexo e porno comendo mulheres escodido porbaxo do vestidocontos com fotos a safadinha da minha entiada queria rola metir nela sem docontos pornos-meu tio me comeu a forçaconto erotico gay travesti velha esculachada por negaoporno nao guentou etentou fugir gigenxvideoscomeu por engano contos eiroticos leilapornmultidão contos eroticostraição xxvidiovedeos de sexo foi morar mais a madrasta nao resistiu e cumeu elagostosa se masturbando com pinto de borracha solta p**** falsaXVídeos mulher e sastifaze elacontos gay: estupro coletivochochotinas de crentinhas fotosconto erótico gay o riquinho e o favelado 30espiabno a irma troca de roupa e tranza com ela porno.doidoconto erotico deixei cheirar minha calcinhahttps://zdorovsreda.ru/texto/2014011789comendo a sobrinha de 13 aninho conto eroticosDeixei minha muher dar pra outroEu brico no colo do papaixxvideos loirinha da para o cachorro de raça alemã video pono colocono shotinho diladinhocontos gay cueca do padrefilho sentando bambu pornoContos eróticos! Dog gigante engatou e mim e eu sangreiContos eroticos dentistameu amigo e eu comemos minha irmaxvideocontos eiroticos leilapornhttps://zdorovsreda.ru/texto/200512799pai deu a filha pro pai comer xvidrocomabaixar video menininho adolecente toma banho lava picacontos chantagiei a filha do pastorautorizei minha mulher fuder com outrocontos eroticos menino esfolo minha esposacontos sex fui enrrabado na adolescencia e gameiporno videos na praia casadas nao resistiu ver dotadao de pau duro na sunga branca e foi fuderfazenda 2018gostosa se masturbano e gemendo em so vacabudas pornoo vídeo de 59 segundos da gostosa subindo a escadaria do shopping com short curtobêbada contos eróticosquero ver dois pauzudo de 90cm pegando uma casada e fazendo ela gritar e gemerbranquinha bunduda gostosa só de caixote em curtocunhadinha novinha pega cunhado pelado no quarto e fica louca querendo f****a xaninha da verinhapai picudo comendo filha em Belémporno mae e filha oubrigada pagar agiotamenina gostosa bumbum de tanajura gostosa deliciosa com priquito de Fora raspado inchadoLuciana meu pinguelo assadomassageando.peitinho.com.toalha.xvidoBrasileira recatada dando o cu de vestidinho é gemendo me fode calcinha vermelhavelhos pintudos andando na praia nudistas videoscontos da xana tia marta coroapaticinhas perdendo as pregas do cusexo deixando mae com bunda doendo contomae ttansando com filho i a irma vendoa calsinha de renda da dentista casada contosxvidio fudelaNçaapega no pausudo do motoboyXVídeos vídeo nacional e caseiro mulher dormindo sendo acariciada por saisintiadinha so vestidinho limpondo casa pornoContos eróticos de sogro e nóra safadax videos mulher lammbendo o cusinho do homem e ele gosapapo pijama asunto e puetatira ochorte pica nela pornorelatoeroticoloiracasos amad fragra irm gosand ponh casaporno coroa sendo desrespeita por novinho e leva ferro na buceta e porratanzada com a prima de vestido curtocontos eroticos garantido trabalho do maridocontos eroticos comi.minha cunhada espertamaninha s Taubateana xvideos porno mulher sendo bolinada com furadeira pornoconto anal orfanatomachos do pau cabelydos negao ditados brasileiros nuscasadinha novinha dando abusetinha xxvideocontos eroticos casal novinho e o velhinho bem dotado