UMA VERDADE PARA ABRAÇAR, SEMPRE! 20

Um conto erótico de Sophie
Categoria: Lésbicas
Data: 14/02/2020 01:04:35
Nota 9.75

Boa leitura.

Pegamos a van para rodoviária, no caminho ficamos presas em um pequeno engarrafamento. Pensei que poderia não dar tempo, mas logo o trânsito se estabilizou e nos chegamos. Corremos para o guichê na intenção de comprar as passagens, sorte nossa que conseguimos. Caminhamos em direção a área de embarque e entramos no ônibus que nos levaria para Minas.

Eu estava muito feliz, estava ao lado do meu amor e nada seria capaz de atrapalhar nossas vidas.

Cinco horas de viagem, e as 2 da madrugada, finalmente, chegamos ao nosso destino. Pegamos nossas malas e logo depois pegamos um táxi. Não demorou muito para que chegássemos na casa da minha Dandara. Quem nos recebeu foi a mãe dela, Dandara nos apresentou. Nos cumprimentamos e entramos. Pietra estava acordada esperando pela mãe, Dandara me apresentou a menina que meio envergonhada veio me cumprimentar.

Dandara nunca havia apresentado para filha uma namorada, mesmo a menina sabendo a opção sexual da mãe. Ela dizia que por não ter relacionamentos concretos e duradouros, não via relevância em apresentar à Pietra, que poderia pensar que relações homossexuais seriam instáveis.

E por saber disso, fiquei surpresa quando Dandara sentou com Pietra, e disse que eu era sua namorada. A menina sorriu, pareceu estar feliz por saber que a mãe estaria. Brincamos de Barbie até as 6 da manhã, já estava morta de sono, mas aguentei firme. Dandara que não aguentou, nos deixou e foi dormir, quando ela acordou ainda estávamos brincando. Ela colocou Pietra para dormir, e eu finalmente consegui descansar.

Era maravilhoso passar o tempo ao lado de Dandara, estávamos cada vez mais próximas e nosso relacionamento se estabilizando cada vez mais.

Liguei para minha vó e avisei que estava em Minas e voltaria para o Natal. Ela não ficou muito surpresa, com certeza já sabia que isso poderia acontecer.

Pablo e Lara conversavam comigo todos os dias querendo saber como estava as coisas, e em uma dessas conversas Pablo me confidenciou que Thaty estava com muita raiva por eu ter ido pra MG sem falar nada com ela, e por não ter dado nenhuma satisfação. Não me importei muito, queria mesmo era curtir minha amada.

Pedro por sua vez estava solitário e disse que as coisas na casa tinham piorado depois que eu viajei, pois Thaty estava fazendo um inferno por eu não estar, até pediu para ele se retirar da casa, não teria como ele permanecer depois de algumas coisas que ela ficou sabendo a respeito dele.

Aproveitaram que eu saí para expulsar meu amigo. Avisei a ele que não se preocupasse, quando eu voltasse eu resolveria. Ele pediu para não me importar, disse para eu curtir e esquecer o pessoal do centro.

Dandara revoltada com o que fizeram a Pedro, convidou ele para passar uns dias com a gente em Minas, ele aceitou.

Quando Pedro chegou em Minas, Lara mandou uma mensagem dizendo:

" Você e Dandara convidou Pedro para ir em Minas e não me chamou? Muito chateada. Quando ele aprontar com vocês, não digam que não avisamos. Boa sorte!"

Nem me dei ao trabalho de responder. Mostrei para Dandara a mensagem, e essa sim fez questão de responder:

" Não se preocupa Lara, o antiofídico está preparado, para qualquer tipo de COBRA".

Pedro pediu para que não brigássemos por causa dele, estava triste por saber que as mesmas pessoas que ele sempre ajudara, estava julgando-o por algo dito por terceiros.

Eu era testemunha de como ele idolatrava Thaty, fazia todos seus gostos e bancava ela em tudo, mesmo ela tendo marido. Pedro bancava festas no centro e fora dele. Não ligava em gastar dinheiro. Empregou Lara e Bruno no shopping onde trabalhava, bancou a obra do centro sozinho, enquanto Ray e Andreza ficavam de putaria com os pedreiros. Fazendo com que eles não rendessem nada e Pedro pagar um serviço em vão. Pedro pagava aluguel a minha mãe, mesmo meu irmão morando na casa com Lara. Eu achava que não tinha necessidade, mas Pedro preferia assim. E quando ele foi mandado embora do serviço, todos se voltaram contra ele. Aquilo era um absurdo!

Dois dias depois que Pedro chegou em Minas, a irmã dele, Pâmela, se convidou para ir e Dandara disse que não teria problema.

Pâmela e Pedro eram gêmeos univitelinos. Pâmela era trans e as vezes fazia programas.

Gostava dela por ser autentica e não se importava com a opinião de ninguém. Quando ela chegou em Minas, procurou alguns caras pela internet, afim de fazer programas. Como a cidade era pequena, muitos dos caras que Pâmela entrou em contato, Dandara conhecia. Pâmela então resolveu deixar pra lá.

Pâmela ficou em Minas 4 dias, e quando foi embora, Pedro resolveu ir com ela.

Um dia após a ida deles, chegaram uns familiares de Dandara, para passar natal. E uma dessas pessoas era o tio de dela, que só vi pela manhã quando chegou, me cumprimentou e nada mais foi dito. Ele passou o dia fora bebendo com os irmãos.

Quando foi umas 19 horas, ele chegou em casa, bateu na porta do quarto que estávamos e disse para Dandara:

- Não quero você trazendo piranhas aqui para casa. - O tio dela disse olhando para mim. - Você trabalha, aluga uma casa para você e leva quem você quiser. - Gritou o tio.

Dandara levantou-se da cama na mesma hora e discutindo com ele o empurrou para fora do quarto, trancando a porta logo em seguida. Só deu para ouvir ele gritando de fora, e as pessoas pedindo para ele parar. Fiquei estática na cama, não esboçava reação alguma, ainda não acreditava que aquilo estava acontecendo. Dandara me abraçou e por várias vezes me pedindo desculpas por tal comportamento do seu tio. Quando o pessoal conseguiu fazer com que ele saísse de casa, Dandara foi até o outro quarto, pegou sua mala, e guardou algumas roupas, pediu para eu arrumar a minha. A mãe dela vendo aquela situação, disse que também iria com a filha. Dandara disse que não, pois ela ainda não sabia onde iria ficar, depois que ela resolvesse voltaria para buscá-las.

A casa onde Dandara morava com a mãe, era da Avó, sendo assim, todos os irmãos da mãe de Dandara tinha direito. Por isso o tio dela expulsou a gente da "casa dele".

Os outros tios de Dandara vendo a situação que o irmão causou, ofereceram a casa deles para que pudêssemos ficar, Dandara agradeceu, mais não aceitou.

Decidimos adiantar nossa volta para o Rio, e voltamos na mesma noite do ocorrido.

Dandara estava envergonhada pelo que aconteceu, mas eu a tranquilizei dizendo que estava tudo bem.

No meio do caminho Dandara ligou para o pai, mas o mesmo não atendeu, então ficamos na rodoviária até dar o horário do ônibus.

Eu fiquei me sentindo culpada, se eu não tivesse ido, ela não teria sido expulsa de casa por minha causa. Não tinha o que fazer, apenas olhei para ela e disse:

- Amor, você pode morar comigo, na minha casa.

- Obrigada amor, mas, não precisa se preocupar, vou dar um jeito. Além do mais, não daria certo morar com aquele pessoal torcendo contra nós. - Dandara disse passando a mão em meu rosto.

- Mando todos embora e acabo com o centro. Ficaríamos apenas você, Lara, Pedro, Pablo e eu. - Disse sorrindo para ela.

- Não amor, não precisa fazer isso. Você quer mesmo que eu more com você? - Dandara perguntou incrédula.

- Quero muito. - Disse dando um beijo nela.

- Só não quero problemas com sua mãe de santo. - Dandara disse retribuindo meu beijo.

- E sua mãe? Sera que vai aceitar morar em um centro? E Pietra? como você vai fazer? - Perguntei nervosa.

- Tenho a guarda compartilhada com o pai de Pietra, preciso conversar com ele. Vamos esperar o ano que vem para resolver isso. Primeiro vamos ver como vai ser a reação do pessoal da casa, ok? - Dandara disse me abraçando.

Eu queria muito morar com Dandara, mesmo sendo precipitado. E se fosse preciso bater de frente com Thaty, eu faria.

Quando ofereci a casa da minha mãe para ela tocar sua Umbanda, ela disse que seria por poucos meses, só até ela comprar seu próprio terreno. Mas ela acabou se acomodando por sermos filhos de santo dela, e por minha mãe não ligar de usarem a casa.

Minha mãe dizia que a casa era minha e do meu irmão, e o que fizéssemos seria problema nosso.

Eu já estava decidida, quando chegasse no Rio iria avisar Pablo, que acabaria com o centro. Só precisaria que ele ficasse do meu lado.

Continua.


Este conto recebeu 9 estrelas.
Incentive Soh2020 a escrever mais dando dando estrelas.
Cadastre-se gratuitamente ou faça login para prestigiar e incentivar o autor dando estrelas.

Entre em contato direto com o autor. Escreva uma mensagem privada!
Falar diretamente com o autor

Comentários

Comente!

  • Desejo receber um e-mail quando um novo comentario for feito neste conto.
18/02/2020 00:21:56
Show!!!
16/02/2020 03:36:15
Ahhhhhhhhhh, preciso de mais. Cadê?
14/02/2020 13:08:38
Nossa! Situação bem difícil. Torcendo para que tudo tenha dado certo pra vocês!
14/02/2020 11:12:39
Será que Pablo vai aceitar ? Eita cada capítulo uma surpresa gosto disso

Online porn video at mobile phone


padrasto com o pauzao jigante e cabecudo botano a enteada pra chupartexto sogra gero fodeu sua bucera bricandolevantou a saia deixou enfiar o pau e batendo punheta pata o marido videofilmes pornodoido marido da sua esppsinha magrinha par a um negrap do pau enorme tora ela ao meioquando beijo meu marido umagino que e uma bucetaenrabando cunhada e sobrinha contocachorro fod madamegozanegas sendo encoxadas e vissando e querendoNX irmã dando para o irmão do DiguinhoEsposa putinha mostrando abcta pela boca d shortiirmazinha asustou com o tamanho d cacetao d irmaomtk contos eroticos coisas do destino capitulo 1Meu pai é meu padrasto ele é tarado parte9o chulé da minha amiga contos eroticoseu quero pornografia pornografia as meninas redondo com sua vida achando tudo grandeCasa dos Contos Eróticos Winnerpornô doido comadre entre pica grande negãobobiça no mato xxxescravo comendo dona da fasenda no cuConto virei mulher paihoje a bu tá bonita hoje ela Ta Tarada depois que ficou grandinha a blusinha tá tarada taca taca taca bunda taca taca tacaprica cavalamulher passa margarina no cu da amigacomi a minha tia pela primeira vezmulher sadica conto eroticocontos lukinhas22cmfoto de baxinho cassetudosexocontoerótico espinhei meupaiconto erotico "padre não é homem"contos eróticos do irmao comeu a irma depois casamentotia peidorrera peida e deixá sobrinho com a rola duranora safadas descobri que sogro tem a pica enormecontos eróticos gay o belmiroandrew arlindo dellavoglio casa dos contosContos eroticos esposa madura junto com casal novinho dando caronacontos eroticos menina bobinhaconto erotico nora carenti fudendo cm sogro pirocudoxvideo pinto cabecudo invazor de cu de madamesMinha esposa disse pra minha sogra mae agora fica de quatro pro meu marido fuder seu cu virgem voce vai adorar conto eroticoarrombando o cu da luzia contoszofilia mulher dependurada pel cu no cãocontos eiroticos leilaporncuiadia de xortiu d dormi d regataconto de mulher casada batendo ciririca com pepinoiniciou programa travesti cuzinhowwwnovinhas.tvaVideo ao vivo de putaria profissional de velhas gostosas saboreando fundo na vagina o pau pretovideo porno de velho comendo nifetinha gostosa no yootubecontos porno scat lesbicopresa no cativeiro sem banho pornovidio porno tarado enfiando pinto por baixo do xorte da mulhernegão com a rola da grossura de uma cerveja enfiando todinho no c* da mulata ela chora muito de dor pede para pararconto erotico gay negao dominador gosta de maltratar viado brancocorno covarde chorãotadinha chorou pra na da o cu xvidiox cabacovídeo do Bob Esponja possuído que mata um short aqui tchau coisa possuído Entendeu Tchauxvideos cheguei em casa com a buceta melada de porra e falei pro corninhomãe e filha assistindo televisão e a filha com cobertor coberto por ela e ela fudendo e metendo o dedo no priquito debaixo do cobertor sem a mãe verninho pajeando x videocontos eróticos gays cracudoprima dormindo bêbada primo comeu o cursinho dela que não aguentou de dorcontos encoxei mamae rabudaxvídeos minha sogra me tranca no banheiro e agarra no meu pau bem gostososo puta velha o negao aroba elas gosa dentrododói comendo o c* da novinha magrinha e ela fala que dóixxvideo fantasiado de bombeiroirmao pintudo com 35 centimetro comendo irmaconto erotico esposa chupando molequeviadinho fui tomar sorvete contos eroticosbucetas gostozas gozando gostozo na cabesona rombudaeu, minha namorada, minha namorada e meu tioquiz da a bucetinha com 10 aninhos pra mim com 51 anos meti com vontade contosvelhopintudocontosviagei a trabalho e meu noivo virou corno o homem me dominou mae ajuda filho a se masturbar contoenfiou a mao na cueca do marido e chupou o piru